O paulista Circo Amarillo traz arte popular circense às ruas goianas

Vencedor do Prêmio Carequinha, do Ministério da Cultura, o grupo paulista se apresenta pela primeira vez em Goiás

Clake traz sequências de gags clássicas que, aliadas a linguagem contemporânea dos artistas, renovam a tradição das duplas cômicas  | Foto: Divulgação

Clake traz sequências de gags clássicas que, aliadas a linguagem contemporânea dos artistas, renovam a tradição das duplas cômicas | Foto: Divulgação

Yago Rodrigues Alvim

Num piano sobre rodas, os palhaços musicais Marcelo Lujan e Pablo Nordio do Circo A­ma­rillo formam quase que uma banda, e não apenas uma dupla. E va­le destacar que não só de música, também. É que eles embalam seus monociclos, biciclos e malabares e piruetam diversas acrobacias. Bem apessoados, num estilo retrofuturista, embarcam no futuro do pretérito e garantem boas risadas com o espetáculo Clake.

Dirigido por Domingos Montagner, Clake virou projeto, o intitulado “Clake Sem Fronteiras”, e foi contemplado pelo Prêmio Funarte Caixa Carequinha de Estímulo ao Circo do Ministério da Cultura (Funarte/MinC). Em julho, os palhaços musicais percorrem o Centro-Oeste brasileiro, realizando seis apresentações. A primeira parada é na capital goiana. O grupo ainda passa por Aparecida de Goiâ­nia e segue para Campo Grande (MS), Dourados (MS), Cuiabá (MT) e Chapada dos Guimarães (MT).

Criado em 1997, o grupo Circo Amarillo nasceu em São Paulo e tem combinado, desde então, técnicas tradicionais circenses com linguagens artísticas contemporâneas. No repertório, guarda mais quatro espetáculos, além de Clake. “Sem Concerto” é dirigido por Carla Candiotto e traz uma estética marcada pela mistura do clown e musicalidades; “Experimento Circo” tem um formato de circo tradicional de rua; “Café Concerto” propõe um clima descontraído com variétés cômico-musicais; e “Na Estrada” é um espetáculo circo-teatral, cuja temática rememora caravanas circenses e ciganas.

O Circo Amarillo é considerado um dos mais importantes grupos circenses do país. Seus integrantes também fazem parte do Circo Zanni –– criado em 2003, o grupo é formado por diversas gerações de artistas de diferentes escolas circenses, a fim de fruir a tradicional arte do circo de lona. Pela primeira vez em Goiás, o Amarillo traz na mala diversos sorrisos de plateias infantis e adultas dos quatro cantos do Brasil.

A comicidade do palhaço tradicional junto do lirismo do “clownesco” comove, emociona e provoca gargalhadas gozadas e sorrisos contemplativos. A pesquisa do grupo no universo musical possibilita ao grupo lugares novos e proporciona ao público uma experiência única. Estreado em 2012, o espetáculo traz sequências de gags clássicas que, aliadas a linguagem contemporânea dos artistas, renovam a tradição das duplas cômicas. A direção de Montagner contribuiu para o aprofundamento da pesquisa do grupo. Clake é ideal para as ruas e espaços públicos e para qualquer idade. Pode se achegar!

Serviço          

Espetáculo Clake com Circo Amarillo (São Paulo)

Data: Sábado, 11, às 16h
Local: Parque Flamboyant – Goiânia

Data: Domingo, 12, às 14h
Local: CEU das Artes Cidade Vera Cruz 2 – Aparecida de Goiânia

As apresentações são abertas ao público

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.