O filme “Transgenic Wars”, do francês Paul Moreira, foi o grande vencedor do Fica 2015

Conheça os demais vencedores da Mostra Competitiva do Fica 2015

Foto: Sarah Teófilo

Vencedores e a secretária Raquel Teixeira (de branco) | Foto: Sarah Teófilo

Yago Rodrigues Alvim

Na tarde do domingo (16/8), no Cinemão, na Unidade Sant’Ana da Universidade Federal de Goiás (UFG), foram anunciados os vencedores da Mostra Competitiva da 17ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) 2015.

O filme “My Name os Salt”, da diretora suíça Farida Pacha, recebeu a primeira menção honrosa, por sua excelência fílmica. A segunda menção honrosa foi para “El Rio que nos Atraviesa”, da venezuelana Manuela Blanco. O troféu Luiz Gonzaga Soares, de Melhor Filme escolhido pelo público popular, foi para o filme “Maria Macaca”, de Lázaro Ribeiro.

Melhor Filme, escolhido pelos profissionais de imprensa, entregue pelo cineasta Arnaldo Jabor, foi para “Guiné: Le Territoire des Oubliés”, do diretor francês Philippe Lafaix. A segunda premiação de Melhor Filme Goiano, prêmio José Petrillo, foi para o filme “Maria Macaca”.

Melhor Produção Goiana, com o troféu João Bennio, foi para o filme “Lobo Solitário – A Saga de um Herói Brasileiro”, de Ranulfo Borges. Melhor Curta-Metragem, com o prêmio Acari Passos, entregue por Daniel Jobim, foi para o filme “Galus Galus”, da venezuelana Clarissa Duque.

Melhor Média-Metragem, com o prêmio Jesco Von Puttkamer, entregue por Washington Morais, para o filme “Índio Cidadão”, do diretor indígena Rodrigo Siqueira, que destacou o genocídio que os povos Guarani Kaiowá têm sofrido, atualmente, no norte do país.

O prêmio de Melhor Longa-Metragem, que dá direito ao troféu Carmo Bernardes, entregue por Walter Carvalho, para o filme “O Veneno Está na Mesa II”. O último prêmio, o de Melhor Obra, com o troféu Cora Coralina, com o prêmio de R$ 50 mil, entregue pela secretaria Raquel Teixeira, foi para o filme “Transgenic Wars”, de Paul Moreira.

Assista o trailer do grande vencedor do Fica 2015, “Transgenic Wars”, de Paul Moreira:

 

Títulos e respectivas premiações em lista:

Menção Honrosa
“My Name os Salt”, de Farida Pacha

Segunda Menção Honrosa
“El Rio que nos Atraviesa”, de Manuela Blanco

Troféu Luiz Gonzaga Soares de Melhor Filme pelo Juri Popular
“Maria Macaca”, de Lázaro Ribeiro

Troféu Imprensa de Melhor Filme
“Guiné: Le Territoire des Oubliés”, de Philippe Lafaix

Prêmio José Petrillo deMelhor Filme Goiano
“Maria Macaca”, de Lázaro Ribeiro — prêmio de R$ 20 mil

Troféu João Bennio de Melhor Produção Goiana
“Lobo Solitário – A Saga de um Herói Brasileiro”, de Ranulfo Borges — prêmio de R$ 40 mil

Prêmio Acari Passos de Melhor Curta-Metragem
Galus Galus, de Clarissa Duque — prêmio de R$ 25 mil

Prêmio Jesco Von Puttkamer de Melhor Média-Metragem
“Índio Cidadão”, de Rodrigo Siqueira — prêmio de R$ 25 mil

Troféu Carmo Bernardes de Melhor Longa-Metragem
“O Veneno Está na Mesa II” — prêmio de R$ 35 mil

Troféu Cora Coralina de Melhor Obra
“Transgenic Wars”, de Paul Moreira — prêmio de R$ 50 mil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.