Ministro da Educação pede desculpas à mãe de Cazuza

De forma equivocada, Ricardo Vélez Rodriguez atribuiu frase polêmica ao cantor; Lucinha Araújo exigiu retratação


Ricardo Vélez Rodríguez errou ao mencionar suposta frase dita por Cazuza. Fotos: Agência Brasil/Reprodução

Em mensagem publicada no Twitter, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, afirmou que entrou em contato com Lucinha Araújo, mãe do cantor Cazuza, para pedir desculpas.

Velez cometeu um equívoco ao dizer, em entrevista à Revista Veja, que “liberdade não é o que pregava Cazuza, qe dizia que liberdade é passar a mão no guarda”. No entanto, a frase “Liberdade é passar a mão no guarda” nunca foi dita pelo cantor.

Veja — A liberdade de cátedra inclui ensinar marxismo, fascismo e liberalismo, ou o senhor discorda?
Ricardo Vélez Rodríguez — Liberdade não é fazer o que você deseja. Liberdade é agir, fazer escolhas dentro dos limites da lei e da moralidade. Fazer o que dá vontade não é ser livre. Isso é libertinagem. No Brasil, por força de ciclos autoritários, temos uma visão enviesada da liberdade. Liberdade não é o que pregava Cazuza, que dizia que liberdade é passar a mão no guarda. Não! Isso é desrespeito à autoridade, vai para o xilindró. Nossas crianças e adolescentes devem ser formados na educação para a cidadania, que ensina como agir de acordo com a lei e com a moral.

Segundo o jornal O Globo, ela teria sido uma brincadeira feita pelo programa “Casseta & Planeta“, humorístico da TV dos anos 90.

Antes do pedido de desculpas, Lucinha Araújo se manifestado por meio de uma carta, dizendo que o episódio de inadmissível. A mãe de Cazuza pediu que o ministro se retratasse publicamente, pois caso contrário, tomaria providências jurídicas.

“Se meu filho estivesse vivo tenho a certeza de que pediria piedade, mas como não sou ele e minha idade suprimiu os panos quentes, considero inadmissível uma pessoa ocupando o cargo que ocupa não ter a preocupação de citar uma pessoa pública sem compromisso com a verdade”, declarou Lucinha.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.