Marcio Fernandes é como Mario Quintana — não tem acento agudo no “a” do prenome. Jornalista do primeiro time — no campo fatual e no analítico —, dono de ótimo texto, ele vai lançar na quinta-feira, 16, no Restaurante Viela Gastronômica, o livro “A Fila Anda”.

“A Fila Anda”, com 59 crônicas de viagem, é seu primeiro livro. De acordo com release enviado pela editora, “o título da obra significa o instinto natural do escritor de sempre ir pra frente em suas incursões pelo mundo e sua capacidade de entrar e sair de roubadas nos caminhos de um sexagenário mochileiro apaixonado por fazer trekking de longo curso, escrever e fotografar”.

A primeira parte da obra contém “crônicas cronológicas de viagem realizada entre maio e junho de 2023 desde Goiânia até a Ásia Central. Na rota, dez dias de 240 quilômetros de trilha de longo curso no Caminho de Santiago, entre o Porto, em Portugal, e Compostela, na Espanha”.

Na Holanda e na Itália

A segunda parte do livro reúne “crônicas referentes a caminhadas de longo curso em Pieterpad, na Holanda, e de alta montanha na Altavia Via 1, na Itália. A terceira parte é composta por textos publicados na revista eletrônica ‘Bybritznews’ nos últimos dois anos. Nos relatos diários, a tradução imediata do cotidiano de viagem, elementos históricos, geográficos e políticos, relacionados ou não. Há, também, um pouco de ficção, situações absolutamente inventadas, mas com liame de verdade e nonsense”.

Marcio Fernandes no caminho no francês de Santiago | Foto: Divulgação

De acordo com informações da editora, “A imprevisibilidade da viagem de mochila e a sua previsível dislexia são o acontecimento do dia de uma figura quixotesca, sempre esfomeada, que tem um problema sério ao lidar com os seus pertences agasalhados em La Madrasta II, como ele próprio batizou sua bagagem. Grande maioria dos textos foi escrita no celular, em situações extremas de temperatura, fome e alojamento inadequado, como em barraca de camping no alto das Dolomitas, na Itália”.