Filme goiano de horror estreia em Tiradentes

Com direção de Fabrício Cordeiro e Luciano Evangelista, curta-metragem “Guará” mostra lobisomem que aterroriza as ruas de Goiânia

O curta-metragem goiano de horror Guará estreia na 22ª Mostra de Tiradentes. O filme será exibido no dia 22 de janeiro, na Mostra na Praça. A direção é de Fabrício Cordeiro e Luciano Evangelista.

O filme traz a história de um lobisomem-guará que aterroriza as ruas de Goiânia. Ou, segundo a sinopse: “No cerrado, habitam lobos-guarás e bandeirantes”.

A atuação é de Rodrigo Cunha, que encena o animal sedento por sangue das vítimas. Ele explica que utilizou diferentes técnicas corporais para que o trabalho tivesse o efeito final de horror.

“Eu utilizei uma técnica chamada ‘matriz corporal da animalidade do lobo’. Mas a ‘ginástica natural’ também foi muito importante. Isso porque vários músculos e reações do corpo e da voz precisam aparecer na lente de forma agressiva e muito nítida”, afirma Rodrigo.

O som dos grunhidos e uivos do lobisomem Guará foram todos feitos por Rodrigo. O aprimoramento foi feito durante a edição de som, por Vasconcelos Neto. Ele mesclou os sons naturais da voz de Rodrigo com efeitos digitais, o que gerou um efeito ainda mais animalesco.
Luciano destaca que o filme também questiona as autoridades que têm prestígio na sociedade. “Enfrentamos isso com sangue e horror, numa brincadeira de um monstro pelas ruas de Goiânia”, explica.

Fabrício, por sua vez, aponta a importância de estreiar o filme em um festival nacional como o de Tiradentes, considerado uma janela para o cinema brasileiro. “Participar desse Festival é uma chance muito grande de ser visto por muita gente que produz cinema”, finaliza.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.