Democracia em debate no novo documentário de Belisario Franca

O Paradoxo da Democracia  mostra como a noção de democracia foi posta em cheque em nações distintas por meio de fortes manifestações que culminaram na queda de governos

Os dilemas e os desafios enfrentados pela democracia representativa no mundo são postos em pauta pelo documentário inédito “O Paradoxo da Democracia”, longa do diretor Belisario Franca (“Soldados do Araguaia”, “Amazônia Eterna”), que estreia no Curta!. Produzida pela Giros Filmes, a produção foi viabilizada pelo canal através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

Na última década, democracias tão distintas quanto Brasil, EUA, França, Egito e Ucrânia foram tomadas por protestos de rua que tiveram, como elemento unificador, a insatisfação com a política tradicional. Todos os seus governos caíram, seja pela força ou pela via eleitoral. Ainda assim, a crise continua viva e produzindo resultados que deixam o mundo inteiro perplexo.

“O Paradoxo da Democracia” é um documentário que busca impulsionar a superação dessa perplexidade, com a ajuda de intelectuais e atores políticos como Steven Levitsky, Jacques Rancière, Juan Carlos Monedero, Angela Alonso e Yascha Mounk, entre outros. A obra mostra como a noção de democracia foi posta em cheque em nações distintas por meio de fortes manifestações que culminaram na queda de governos, seja por vias eleitorais ou por golpes de estado. Pensadores respeitados em todo o mundo, como Jacques Rancière e Juan Carlos Monedero, analisam os diferentes contextos sociais em que está inserido esse sentimento de insatisfação, que parece unificar sociedades tão díspares.

Segundo Belisario, a palavra paradoxo apareceu muitas vezes nas conversas. Ele observa: “o primeiro paradoxo é o da própria origem do termo: se a democracia é o regime político em que a soberania é exercida pelo povo, nos dias atuais se vê cada vez mais, mesmo nas democracias tradicionais, a soberania ser exercida por flagrante minoria.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.