Exposição continua em Brasília | Divulgação
Exposição continua em Brasília | Divulgação

A exposição “Deitei para repousar e ele mexeu comigo”, de Fábio Baroli, continua em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília (CCBB–DF). Com abertura no mês de abril, a exposição já foi apreciada por mais de 9 mil pessoas e, por isso, foi prorrogada até o dia 11 de janeiro. Com curadoria da crítica de arte e arte educadora Renata Azambuja, a mostra, que traz 112 obras do artista, tem como conceito a noção de percurso, história e memória. A exposição chega ao público por meio da experiência pictórica de Baroli, criada a partir do que ele chama de “antropomatutologia”, expressão que designa o conhecimento do matuto que abriga o conjunto de sua produção e alinha o recorte curatorial. São cenas diversas, íntimas, de amor e transgressão. A visitação é de quarta a segunda, das 9h às 21h. A entrada é franca.