De Bruxelas, “Dansé Étoffée su Musique Déguisée” encanta as crianças goianas

Da cia Zoo, o espetáculo será encenado nos palcos do Centro Cultural UFG na quarta e quinta-feira

danse

Fotos: Divulgação

Com mangueiras de jardim, cobertores e cabos de vassoura, o dançarino Mat Voorter se metamorfoseia num mundo de criaturas extraordinárias. Entre a poesia e o humor, a criação e destruição, a performance “Dansé Étoffée su Musique Déguisée”, do coreógrafo suíço Thomas Hauert, desvia-se da narrativa linear e se desenrola imaginativamente nos palcos do Centro Cultural da Universidade Federal de Goiás (UFG).
Ao som das sonatas e interlúdios de John Cage, no palco interpretadas ao vivo pela pianista argentina Lea, o espetáculo, composto para o público infantil, convida as crianças das mais diversas idades a conhecerem mais da música e da dança contemporânea
Após concluir seus estudos em Roterdã, em 1991, Hauert se mudou para Bruxelas, onde trabalhou no Rosas, com Anne Teresa De Keersmaeker. Colaborou com Gonnie Heggen, David Zambrano e Pierre Droulers até criar a companhia Zoo, em 1998. Desde então, estreou mais de 15 espetáculos, com especial interesse na improvisação. A ZOO/Thomas Hauert apresentou Accords no Panorama 2008.
A apresentação ganha os palcos pela Manga de Vento, mostra expandida de dança idealizada por Kleber Damaso.

Serviço
Manga de Vento apresenta “Danse Étoffée sur Musique Désiguée”, de Com Cie Zoo (Bruxelas)
Dia: quarta-feira, 26 de outubro
Horário: 20h
Local: CCUFG
Ingressos: R$ 10, a inteira

Dia: quinta-feira, 27 de outubro
Horário: 15h
Local: CCUFG
Entrada Gratuita

Deixe um comentário