Dança em Redes une diversas linguagens da dança e promove a troca de informação em Goiânia

Debates, rodadas de negócios e showcases integram o evento, que segue de quarta a sexta-feira, 15 a 17 de junho

Este slideshow necessita de JavaScript.

A fim de unir as mais variadas vertentes da dança e possibilitar a troca de informações entre especialistas e apreciadores da arte do movimento, o Dança em Redes realiza, no Teatro Sesi e na Vila Cultural Cora Coralina, debates, rodadas de negócios e apresentações. Interativos, os debates, bem como as rodadas, têm como tema a sustentabilidade e o trabalho cooperativo; as apresentações de dança têm formato showcase, um demonstrativo de trechos dos espetáculos e obras menores. Danças em Redes acontece da quarta a sexta-feira, 15 a 17 de junho.
Idealizador do projeto, o independente Nômades Grupo de Dança surgiu em 2002 com a proposta de desenvolver um trabalho cooperativo e inovador quanto à proposta cênica. Os artistas dão vida a “Beladona”, espetáculo composto de várias performances, intervenções e instalações coreográficas já realizadas ao longo dos seus 14 anos de existência.
O grupo de dança ¿Por quá? também entra em cena com o número “Aparecidos”, que mostra o estranhamento gerado pela presença efêmera de sujeitos deslocados do seu ambiente original — tão comum na vida corrida, agitada e cinza dos centros das grandes cidades. A Cia de Dança Noah, que é um dos grupos da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), apresenta “sonhador moderno”, um espetáculo que mistura partituras coreográficas e movimentos que permitem aos intérpretes redimensionar a expressão e a comunicação artística de emoções cotidianas.
Já o Núcleo Coletivo 22 interpretará “Entre raízes, corpos e fé”, uma performance que busca compreender os saberes e fazeres das mulheres do cerrado. O Grupo Solo de Dança também compõe a programação do evento com o projeto “Concreto”, um espetáculo de dança que une dois estilos: o break e a dança Contemporânea; e explora questões políticas, sociais e cotidianas.
Com influências nacionais e internacionais, a companhia Giro8 interpreta seu segundo espetáculo, “((Entre)) o Eu e o Mundo”, coreografado por Joisy Amorim. Já os a cia Das Los apresenta “Sobre a Pele”, espetáculo inspirado no livro “Fragmentos de um discurso amoroso”, de Roland Barthes. Os artistas do Basileu França Cia de Dança interpretam a obra “Por um Toque”, trabalho contemporâneo que também aborda temáticas da cultura e do cotidiano.

Programação completa
15/06 – Teatro Sesi
18h – Painel de Discussão: “Preparação para uma rodada de negócios em dança”
19h30 – ¿Por quá? grupo de dança – Aparecidas
20h – Nômades Grupo de Dança – Beladona
20h30 – Cia de Dança Noah PUC-GO – Sonhador Moderno
21h – Núcleo Coletivo 22 – Entre raízes, corpos e fé
21h30 – Grupo Solo de Dança Concreto

16/06 – Teatro Sesi
16h – Ensaios Abertos – Participantes convidados
17h – Painel de Discussões: “Políticas Públicas e Oportunidades para Dança”
19h30 – Anna Behatriz e Aline Brasil – Ao caírem as Abas
20h – Giro8 Companhia de Dança – ((entre)) eu e o mundo
20h30 – Das Los Grupo de Dança – Sobre a pele
21h – Basileu França Cia de Dança – Por um toque

17/06 – Vila Cultural Cora Coralina
9h – Painel de Discussão: “Economia Criativa: Empreendendo na Dança”
10h30 – Rodada de Negócio: Convidados/Artistas, Produtores e Gestores Locais
14h – Painel de Discussão: “Dança em Redes: Cadeia Produtiva e Sustentabilidade em Dança”
16h – Chá e finalização do evento

Serviço
Dança em Redes
Data: 15 a 17 de junho
Local: Teatro Sesi e Vila Cultural Cora Coralina
Gratuito

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.