“Comunhão”, o disco de estreia da banda Chá de Gim

Uma das revelações da música goiana, Chá de Gim sintoniza MPB e psicodelia em suas canções

Queriam viver de música, com suas letras em ritmos abrasileirados, eram eles Diego Wander (voz e percussão), Alexandre Ferreira (bateria), Bruno Brogio (voz e baixo) e Caramuru Brandão (voz e guitarra). Comungaram então de tal vontade genuína, ainda em 2014. De lá para cá, tem misturado samba, forró, rock e psicodelia. Nos meses de junho a agosto, entraram em estúdio, receberam visitas de diferentes grupos de sua cidade, gravaram suas composições. “Comunhum” é fruto de seus prêmios e de parcerias musicais.
O álbum de estreia já pode ser ouvido pelo canal da banda no YouTube, só dar play e aproveitar o melhor da banda, considerada uma das surpresas da atual música de Goiás por sua rápida ascensão, tanto em crítica quanto em relação ao público. O baixista Brogio conta que é legal perceber que as pessoas, no show, vão para dançar, um diferencial que a banda tem. Do disco, “a surpresa pela atmosfera, o tempero das percussões, a poesia e a crítica que fica no ar”, conta. No show, tudo isso também, “só que em chamas”.
Ícones dos anos 60 e 70, como Led Zeppelin, Pink Floyd e Beatles são influências notáveis no som da banda, que admitem e abraçam outras sonoridades; dentre elas, o som nordestino de Dominguinhos, Gonzagão, Alceu Valença e Jackson do Pandeiro. “Outras referências vem de artistas que nunca se encaixaram em gêneros, como Tom Zé, Ave Sangria, Caetano ou Júpiter Maçã. Consideramos esse desencaixe algo desejável.”
O álbum comunga oito canções; são elas “Maracujá”, “Samba Verde”, “Dropei”, “Baião”, “Cordeiro do Mundo”, “Benzim”, “A Benção” e “Zé”. Na capa do disco, a arte de Lylia Damasceno, artista visual que produziu um trabalho que que se encaixasse na atmosfera do disco. “Enviei o disco pra ela e disse ‘faz o que você sentir’”, diz Brogio.

Só dar play:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.