Carioca cia Híbrida apresenta o espetáculo de dança “Moto Sensível” em Goiânia

O espetáculo “Moto Sensível” faz parte da trilogia iniciada com o espetáculo “Estéreo Tipos” e tem como tema “Hip Hop e Fragilidade”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Criada em 2007, a Cia Híbrida é, atualmente, um dos grupos de dança mais atuantes do Rio de Janeiro. Com diversos prêmios, a exemplo o Klauss Vianna, a Cia tem direção do bailarino e coreógrafo Renato Cruz. Ela já participou de inúmeros festivais, mostras e temporadas por todo o Brasil e exterior. Desta vez, o grupo vem a Goiânia por meio do patrocínio de O Boticário na Dança, Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, com o espetáculo “Moto Sensível”.

Parte da trilogia iniciada com o espetáculo “Estéreo Tipos”, a pesquisa de “Moto Sensível” tem como tema “Hip Hop e Fragilidade”. “O uso do gesto na cultura Hip Hop”; “a repetição como base para transformação/corrupção de certos signos”; e “a busca por outras formas de composição coreográfica para esta linguagem” integram os três pontos que constituíram a base da pesquisa para a cena. A obra propõe uma lente de aumento direcionada ao dançarino de rua, na beleza de sua movimentação, na força e energia de um corpo vigoroso e “sem limites”.

Além de Goiânia, a circulação dos espetáculos continua pelas cinco regiões do Brasil, passando por Porto Alegre (RS), Belém (PA), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Fortaleza (CE). A apresentação de “Moto Sensível” é na sexta-feira, 21, às 15h e 20h30, e no sábado, 22, às 20h30, no Teatro Sesi. A entrada é franca.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.