Bailarino João Paulo Gross oferece oficinas gratuitas de Gyrokinesis em Goiânia

Atividades são voltadas para bailarinos, atores e circenses, mas também idosos, crianças e jovens portadores da Síndrome de Down

Bailarino João Paulo Gross. Foto: Gabriel Cortez

Estão abertas até o dia 27 de janeiro as inscrições para as oficinas da técnica Gyrokinesis que o bailarino João Paulo Gross oferecerá em fevereiro e março, gratuitamente, em Goiânia. Desde dezembro ele tem participado, em Belo Horizonte (MG), do curso de formação da técnica que oferece mais força, agilidade e liberdade de movimento. Ele retorna à Goiânia no final deste mês e oferecerá cinco oficinas contemplando bailarinos, atores e circenses, mas também idosos, crianças e jovens portadores da Síndrome de Down.

As inscrições e o curso acontece entre fevereiro e março. Tanto a formação, como a contrapartida foram financiados pelo FAC/Goiás com o projeto “CORPO INACABADO – o método Gyrokinesis para a abertura de novas possibilidades”.

Artistas do teatro, dança e circo devem enviar e-mail para [email protected] informando nome completo, currículo e motivo pelo qual se interessou pela oficina. Ele também deve citar uma destas três áreas de interesse, uma vez que haverá oficinas voltadas, especificamente, para cada uma. Elas acontecerão às segundas e quarta-feiras pela manhã, sendo dez aulas com uma hora de duração. As aulas acontecem entre 4 de fevereiro e 15 de março. Há 15 vagas disponíveis para cada área. As oficinas para idosos e jovens portadores de Síndrome de Down serão oferecidas, diretamente, para instituições parceiras do projeto.

Gyrokinesis é um método que se baseia nos princípios chaves do yoga, tai ¬ chi chuan, natação e ballet. Consiste na prática de exercícios físicos fluidos, rítmicos e circulares integrados à respiração, que obedecem a natureza do corpo humano. Interessa, assim, a bailarinos, atores e circenses que querem expandir os movimentos de seus corpos, mas também atletas, idosos e até mesmo pessoas que estejam se recuperando de uma lesão ou que lidam com alguma deficiência. “O método auxilia o corpo a ganhar autonomia, destreza, responsabilidade e prazer pelo mover”, explica João Paulo. A formação recebida pelo bailarino foi de 138 horas totais de curso, o que torna Gross um instrutor certificado da técnica ainda pouco conhecida no Brasil.

O nome vem de gyro=giro + kinesis=movimento: fundamenta-se nos movimentos de rotação e torção (espirais). O Gyrokinesis faz parte do Gyrotonic Expansion System, método de condicionamento físico criado no final dos anos 70 pelo romeno Juliu Horvath, ginasta, nadador, praticante de yoga, acupunturista e ex – primeiro bailarino. Os exercícios enfatizam o sinergismo do movimento com a respiração, criando um fluxo energético que atinge não só a musculatura e as articulações, mas também os órgãos internos do corpo.

Durante uma aula, todo um sistema é despertado e trazido para um maior equilíbrio. O foco na respiração estimula o sistema nervoso parassimpático, resultando em uma sensação de calma, bem-estar e clareza mental. O método auxilia o corpo a ganhar autonomia e destreza, responsabilidade e prazer pelo mover.

O artista

João Paulo Gross é coreógrafo, bailarino, professor e pesquisador de movimento. Mineiro radicado em Goiás, é bacharel em Dança pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, formado pela Escola Angel Vianna (curso técnico em Dança Contemporânea) e Professor de Pilates Certificado pela PhysioPilates – Polestar Education.

Atualmente ministra aulas, workshops de dança e dirige em parceria com o artista Daniel Calvet o grupo Ateliê do Gesto mergulhando e aprofundando suas pesquisas e criações em torno do movimento e suas implicações nas construções cênicas e dramatúrgicas da dança.

Serviço:
Oficinas gratuitas de Gyrokinesis com João Paulo Gross
Inscrições: Até 27 de janeiro através do e-mail [email protected]
O que enviar? Nome, currículo e motivo pelo qual se interessou pela oficina. Informar área de interesse: dança, teatro ou circo.
Informações: as oficinas acontecem de 4 de fevereiro a 15 de março, às manhãs de segundas e quarta-feiras. São 10 aulas com uma hora de duração. Serão oferecidas 15 vagas para cada área.

Mais informações na página do projeto: www.facebook.com/corpoinacabado

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.