Alameda dos Buritis tem história contada em livro

Publicação contou com o apoio da Academia Feminina de Letras e Artes de Goiás, onde será realizado seu lançamento no dia 5 de dezembro, às 19h30

Rogério Arédio e Narcisa Abreu, autores do livro, viveram sua juventude no local, e já conheciam cada detalhe da região | Foto: Divulgação

A Academia Feminina de Letras e Artes de Goiás (Aflag) tem um projeto que apoia publicações que contam a história de Goiânia. Dentro desta iniciativa, será lançado o livro “Alameda dos Buritis” (Editora Kelps, 2017), de Rogério Arédio Ferreira e Narcisa Abreu Cordeiro, no dia 5 de dezembro (terça-feira), na sede da Aflag.

O livro resgata as décadas de 1940 e 1950, narrando a história do lugar e das pessoas que viviam nessa via pública que liga as avenidas Assis Chateaubriand e Anhanguera, boa parte dela margeando o Bosque dos Buritis.

De acordo com a presidente da Aflag, Alba Lucinia Dayrell, outros escritores que tenham a intenção de escrever sobre Goiânia podem pleitear o apoio da instituição. A própria Alba pretende escrever um livro sobre a Rua 23, no Centro de Goiânia.

Narcisa Abreu Cordeiro é arquiteta e Rogério Arédio Ferreira é desembargador aposentado. Eles viveram sua juventude no local, e já conheciam cada detalhe da região.

Serviço

Livro: “Alameda dos Buritis – Moradores Pioneiros – Décadas de 1940 e 1950”
Autores: Narcisa Abreu Cordeiro e Rogério Arédio Ferreira
Editora: Kelps
Data: 05/12/2017 (terça-feira)
Horário: 19h30
Local: Academia Feminina de Letras (Aflag)
Rua 132-C nº 114, Setor Sul – Goiânia-GO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.