O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, pediu nesta terça-feira, 21, que Vladimir Putin reconsidere a decisão de suspender a participação russa no tratado Novo Start para o controle de armas nucleares.“Mais armas nucleares e menos controle de armas tornam o mundo mais perigoso”, disse o secretário-geral da Otan, ao lado do ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba.

O tratado START foi assinado em Praga em 2010, entrou em vigor no ano seguinte e foi prorrogado em 2021 por mais cinco anos, logo após a posse do atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Ele limita o número de ogivas nucleares estratégicas que os Estados Unidos e a Rússia podem implantar, o número de submarinos para lançar mísseis e a quantidade de bombardeiros terrestres.

A Rússia tem o maior estoque de armas nucleares do mundo, com cerca de 6.000 ogivas, segundo especialistas. Juntos, a Rússia e os Estados Unidos detêm cerca de 90% das ogivas nucleares do mundo – o suficiente para destruir o planeta várias vezes.

“Foi o presidente Putin quem iniciou esta guerra imperial de conquista. Como Putin deixou claro hoje, ele está se preparando para mais guerra. Putin não deve vencer. Seria perigoso para nossa própria segurança e para o mundo inteiro”, acrescentou Stoltenberg.Em Atenas, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse que a decisão de Putin foi “irresponsável” e que os Estados Unidos acompanharão cuidadosamente os próximos passos do Kremlin.

*com informações CNN