A primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, renunciou ao cargo nesta manhã de quinta-feira, 20, em pronunciamento oficial. A premiê durou apenas seis semanas e derreteu o seu governo após o fracasso na implantação de um plano fiscal. O favorito para assumir o cargo é Rishi Sunak, ex-chanceler do Tesouro e também membro do Partido Conservador.

Truss viu o seu mandato derreter depois de implementar um grande corte nos impostos. Mas, com a redução na arrecadação, ainda era previsto empréstimos estimados em mais de £100 bilhões por ano para cobrir o rombo nas contas. Dessa forma, a possibilidade de dívida pública causou alvoroços no mercado e derrubou a libra para o menor valor da história em comparação com o dólar.

Ela ainda tentou cancelar o plano e reverter as medidas, trocando Kwasi Kwarteng por Jeremy Hunt. Mas, a sua reprovação caiu para 80% da população, segundo o instituto YouGov, e 55% dos parlamentares conservadores pediram a sua renúncia.

Sunak, o favorito para assumir o posto, concorreu com Truss na eleição interna do Partido Conservador, mas foi derrotado na época. Ainda há uma ala dos “Tories” que pede o retorno do ex-ministro Boris Johnson.