Um estudante brasileiro foi encontrado morto no Paraguai na manhã dessa terça-feira, 18. Anderson Hugo Pereira Félix, 29, cursava medicina na Universidade Autônoma San Sebastian, em San Lorenzo, e foi encontrado numa estrada de terra de Pedro Juan Caballero, a pouco mais de 10 quilômetros da fronteira do Paraguai com o Brasil.

Segundo o chefe de investigações do departamento de Amambay, Javier Flores, o corpo não tinha nenhuma documentação e a causa da morte do jovem foi traumatismo cranioencefálico, causado por “uma pedra de tamanho grande”.

Anderson Félix era enfermeiro no Brasil e tinha começado a estudar medicina no Paraguai no segundo semestre de 2022.

Investigação

O caso é investigado pela polícia paraguaia com participação da polícia brasileira. A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul informou que o estudante foi visto pela última vez em uma casa noturna de Ponta Porã, no município.

“É costumeiro entre as polícias da fronteira a cooperação mútua para esclarecimento de crimes. No caso em específico até o momento nenhum crime foi noticiado no Brasil, mas como a vítima esteve em alguns estabelecimentos comerciais em Ponta Porã antes dos fatos, a Polícia Civil se prontificou em auxiliar com a investigação e dinâmica do crime”, afirmou o órgão em nota.

Segundo caso

Este é o segundo caso envolvendo estudantes de medicina brasileiros no Paraguai neste mês. No último dia 4 de outubro, foi registrado o desaparecimento do estudante Antonio Augusto Streski Manjinski, 25, que está no último ano do curso pela Umax (Universidade Maria Auxiliadora), em Mariano Roque Alonso.

Apesar disso, o chefe de investigações de Amambay declarou a uma rádio local que os dois casos não possuem qualquer relação.