Siamesa separada, Valentina teve melhora após o quadro de saúde dela evoluir para gravíssimo, segundo o boletim médico divulgado na manhã desta segunda-feira, 16. De acordo com o Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (Hecad), ela teve obstrução pulmonar grave, mas a secreção foi retirada. Com isso, o estado dela é grave. Valentina está mais estável e reduziu a ventilação mecânica. Ela está tomando antibióticos.

Já Heloá, segundo o boletim médico, segue grave, estável, em desmame da sedação para despertar, respirando por suporte ventilatório mecânico. Mantém medicamentos para controle da pressão arterial. Teve febre nas últimas 12 horas. Recebe dieta parenteral, para melhor suporte nutricional.

As siamesas eram unidas por parte do tórax, abdômen, bacia, fígado, intestinos delgado e grosso e genitálias. Elas passaram por cirurgia de separação de corpos na quarta-feira, 11.

As irmãs passaram por um procedimento de mais de 10 horas no Hecad. Os corpos das gêmeas foram separados por volta das 20h. Valentina deixou o centro cirúrgico por volta das 23h e Heloá foi liberada em seguida, por volta da meia noite. A separação das duas contou com cerca de 50 profissionais. Segundo o médico pediatra Zacharias Calil, elas devem retornar ao centro cirúrgico três semanas após a separação.