A ação do diretório nacional do Partido Republicano da Ordem Social (Pros) que questiona o terceiro mandato do vereador Romário Policarpo (Patriota) como presidente da Câmara Municipal de Goiânia, o que, conforme se comenta nos bastidores, poderia abrir espaço para um processo de impeachment contra o prefeito da capital, Rogério Cruz (Republicanos), é o grande assunto da política no final de 2022.

Em discurso na tribuna da Casa nesta terça-feira feira, 6, a vereadora Sabrina Garcez (Republicanos) marcou posição em defesa dos mandatos do prefeito Rogério Cruz e do presidente do legislativo, Romário Policarpo, e falou de sua lealdade a ambos.

Sabrina disse ter estranhado reportagem publicada no fim da semana em jornal O Popular tratando de um possível processo de impeachment do prefeito Rogério Cruz, e da existência de um grupo de vereadores com essa articulação na Câmara.

A parlamentar defendeu que a ordem democrática deve ser preservada, alertou que não critica a imprensa, mas que, se algum vereador deixou transparecer tal movimento, isso precisa ser combatido e todos precisam falar sobre o assunto.

De acordo com a parlamentar, a base de sustentação do prefeito Rogério Cruz é forte e conseguiu fazer avançar projetos importantes para a cidade, também por causa da atuação do presidente Romário Policarpo. “O que nós queremos é uma cidade justa, equilibrada e que as pessoas tenham dignidade”, observou.

Apesar de ação na justiça que questiona o terceiro mandato do presidente Romário Policarpo, Sabrina comentou que eleição se ganha no voto e que ele ganhou três eleições. “Sua legitimidade é incontestável, não apenas pelos seus votos, mas pelo seu poder de articulação”, defendeu, se referindo a Policarpo.

Para a vereadora, o que foi ventilado é uma subversão da ordem democrática. Para ela, a função dos parlamentares é pensar na cidade de Goiânia e em nenhum momento um processo de suspeição do chefe do Poder Executivo é bem-vindo.

“Essa Câmara é contrária a qualquer tipo de golpe, seja na justiça, seja um golpe arquitetado por vereadores o que, sinceramente, não passa de especulação e ilação. Mas fica aqui a minha fala de respeito, acima de tudo ao processo democrático, de respeito ao Prefeito, que foi eleito, de respeito ao meu presidente Romário Policarpo, que foi eleito pela terceira vez, com o meu voto inclusive”.

Líder do Prefeito na Casa, o vereador Anselmo Pereira (MDB) disse que mandou gravar o discurso da vereadora. “Esse é o discurso da mesa diretora e da base do Prefeito e ele será cumprido dessa maneira”, enfatizou Anselmo. Ele enfatizou que a Mesa Diretora é democrática. “Nós nunca tolhemos a oposição aqui. Ela é bem-vinda”.

O vereador Sandes Júnior (Progressistas) pontuou que nunca houve articulação para processo de impeachment contra o prefeito Rogério Cruz. “Ele está cumprindo rigorosamente seu mandato. Não fez nada de errado e não vai fazer. As obras que ele prometeu todas estão sendo concluídas, como asfaltamento de vários bairros de Goiânia, construção de unidades de saúde, além da ampliação do Terminal Isidória, enfim inúmeras outras”.

O parlamentar lembra que o prefeito lançou em outubro o maior programa de ações da história da cidade: o Goiânia Adiante. A primeira etapa prevê aporte de R$ 1,7 bilhão em infraestrutura, educação e saúde. Esse valor equivale a quase todo o investimento que a administração municipal realizou nos últimos 10 anos, entre 2011 e 2022, R$ 1,92 bilhão.