O ex-secretário estadual de Segurança Pública Rodney Miranda (Republicanos) recusou o convite para assumir o cargo de secretário Municipal de Governo (Segov) na Prefeitura de Goiânia. Essa é a secretaria que faz articulação com os vereadores. A declaração de recusa foi em entrevista à rádio Sucesso. Rodney Miranda foi candidato a deputado federal, mas não foi eleito.

Ele explicou que antes das eleições chegou a conversar com o prefeito Rogério Cruz (Republicanos) e sugeriu a criação de uma estrutura para a Segurança Pública – que seria a secretaria de Vigilância e Combate à Corrupção. “Ele ficou bem animado com essa ideia. Eu não me coloquei à disposição, porque minha cabeça era outra naquela época. Enfim, ficamos de conversar depois da eleição, avançamos um pouco desse assunto”, resumiu.

De acordo com Rodney, depois disso, Cruz teria lhe sondado para assumir a Segov. “Confesso que fiquei bem animado com o convite. Lisonjeado com a possibilidade, mas já tinha outros planos. Outra estruturação na minha vida pessoal e vida privada, surgindo grandes oportunidades na área privada e continuar trabalhando na área de segurança pública, mas como consultor”, projeta.

O ex-secretário afirmou que voltará a falar com o prefeito Rogério Cruz, quando ele retornar da viagem a Israel. “Vou ajudar de qualquer maneira, dentro ou fora da gestão, o que ele precisar de mim eu vou ajudar. Mas esta questão de voltar para gestão pública, hoje não está no meu planejamento”, prometeu.