A Delegacia Estadual de Investigação de Homicídio assume a investigação sobre o caso da esteticista Juscelia. A informação foi confirmada pela Polícia Civil de Goiás (PC-GO) após a Unidade Necropapiloscópica da Superintendência de Identificação Humana da Polícia Civil em Aparecida de Goiânia confirmar que o encontro do corpo da mulher de 32 anos, que estava desaparecida desde o dia 14 deste mês.

Delegados e agentes envolvidos no caso foram orientados a não passar informações sobre o caso, pois seguem as investigações e divulgação de detalhes podem atrapalhar.

Identificação

De acordo com a PC-GO, o corpo da esteticista já se encontrava em avançado estado de decomposição, mas em condições favoráveis para a identificação pelas impressões digitais. O Papiloscopista plantonista identificou o corpo no final da tarde de ontem, 19, e o corpo foi liberado à família na manhã desta segunda-feira, 20.

Relembre

Juscelia saiu para uma entrevista de emprego em um clínica de estética no último dia 14 de fevereiro, em Goiânia. Ela já teria dito a uma amiga que estava sentindo dores de cabeça e que iria ao médico depois que saísse da entrevista.

Posteriormente, o marido dela disse que recebeu uma mensagem em que Juscelia pedia dinheiro para chamar um carro de aplicativo. Depois disso, ela não respondeu mais mensagens e não foi mais vista.

Um corpo encontrado pela Guarda Civil Metropolitana de Goiânia (GCM), às margens da GO-469, na zona rural de Abadia de Goiás foi confirmado como sendo da esteticista.