Antes mesmo da assinatura do contrato com o Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), a instituição financeira dos Brics – bloco dos países em desenvolvimento formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – a Prefeitura de Aparecida de Goiânia conta com autorização contratual para dar início às obras de infraestrutura.

De acordo com o prefeito Vilmar Mariano (MDB), nos próximos dias serão intensificadas as obras no município, embora os recursos do empréstimo devem ser liberados em cerca de 30 dias. “O desembolso vai se dar da seguinte forma: a gente vai fazendo e eles vão passando a verba para serem feitos os pagamentos”, explicou Vilmar. “Vamos licitar tudo e fazer as obras em tempo recorde”, emendou. O prefeito destacou que parte das obras já estão licitadas.

“Em R$ 200 milhões, eu já dei ordem de serviços para começar após o período chuvoso. Creio eu que a partir de 20 de março nós vamos estar fazendo as galerias pluviais em todos os bairros que foram licitados entre eles Cristal, Vila Romana, Santa Luzia, Rosa do Sul, Rosas dos Ventos, Dom Bosco, Buriti Sereno… São 10 bairros que foram licitados até agora”, elenca.

Vilmar Mariano ressalta que o banco já autorizou o empréstimo e falta apenas o aval do Tesouro Nacional. “Uma certidão que faltava nós enviamos, agora vai para o Senado, para convalidar”, pontuou. Cabe ressaltar que o fiador do município nestas contratações financeiras é a própria União. Com a liberação deste empréstimo, Aparecida de Goiânia se torna a primeira cidade brasileira a conseguir recursos do NDB, que foi criado no ano passado. O município ainda conta com carência para o primeiro pagamento de mais de 60 meses.   

Juros mais baixos

O procurador de Aparecida de Goiânia, Fábio Camargo, informou que a instituição dos Brics possuem os juros mais baixos do mercado, menores do que os cobrados pela Caixa Econômica Federal (CEF). “O valor de juros é muito menor do que o mercado interno oferece, então é uma grande vitória do povo de Aparecida”, disse.

Nos próximos dois dias, a comissão do NDB seguirá na cidade, quando visitará os locais para as obras. “Neste caso aqui, nós vamos começar [as obras] antes da assinatura do contrato, porque existe uma cláusula no contrato, que autoriza isso”, frisa.

Fábio Camargo ressalta que neste momento a Prefeitura poderá investir até 20% do valor total do contrato. “Então, eles vieram ver onde nós vamos aplicar este dinheiro, como vai funcionar a obra. Amanhã, eles vão caminhar conosco o dia inteiro conhecendo onde serão as obras. Eles vão dar ‘ok’ e nós vamos iniciar, agora, acabando o período chuvoso”, prevê Fábio Camargo.

A equipe do NDB, formados por chineses e russos, deve ficar no município até a próxima quinta-feira, 22.

Leia também: “Projeto de transferência da BR-153 está muito avançado”, afirma Veter Martins