A jovem Jéssica Vitória Canedo, de 22 anos, que foi apontada como o novo romance do humorista Whindersson Nunes, morreu na última sexta-feira, 22. A notícia do falecimento da mineira, que teve as conversas vazadas na web pela página de fofoca Choquei, foi divulgada pela família dela por meio das redes sociais.

LEIA TAMBÉM

Polêmico PL das Fake News volta à pauta

STF valida norma do TSE sobre retirada de fake news da web em período eleitoral

Os prints do diálogo com o humorista surgiram na web no último dia 18, porém, o próprio Whindersson negou e afirmou que nunca havia conhecido Jessica. “Eu não faço ideia de quem seja essa moça e isso é um print fake”, se defendeu à época.

O alvoroço sobre os rumores surgiu nas redes depois que a Choquei publicou o suposto bate-papo entre eles, com a chamada: “Veja: São divulgados prints de conversas de Whindersson Nunes com sua nova affair”. A ‘Choquei’ é uma página com 22 milhões de seguidores no Instagram e 6 milhões de seguidores no X (antigo Twitter), cujo proprioetário é o goiano Raphael Sousa.

Raphael Sousa chegou a debochar do texto publicado por Vitória Canedo em que a jovem pedia para que a fake news fosse removida da página Choquei. Veja:

Uma amiga de Jessica confirmou a notícia, segundo alguns perfis de notícias do X. “Só peço que Deus conforte o coração de sua família e de todos aqueles que tanto te amavam. Me pergunto até onde vai a maldade humana e me revolto em saber que pessoas são capazes de tudo!”, disse, referindo-se aos ataques que a colega estava sofrendo depois que foi exposta.

De acordo com a mulher, Jessica estava recebendo muitas mensagens negativas após ter sido associada ao artista: “Infelizmente minha revolta não traz a vida novamente. Deveriam pôr um pouco a mão na consciência e um pouco mais de amor no coração”.

Logo depois da notícia da morte de Jessica, os perfis que haviam publicado os prints com os supostos diálogos foram removidos das redes sociais.

O perfil publicou uma nota redigida por seus advogados: