Os Irmãos Coragem de Anápolis enfrentaram a ditadura e nunca recearam as ameaças de cassação

Adhemar Santillo e Romualdo Santillo: Irmãos Coragem | foto: Facebook

Sequela (uma tromboembolia) da Covid-19 matou o ex-prefeito de Anápolis e ex-deputado federal Adhemar Santillo, irmão do também já falecido ex-governador Henrique Santillo e do ex-deputado Romualdo Santillo. Juntos eram os Irmãos Coragem da política goiana e brasileira, nos chamados anos de chumbo.

Dois anapolinos fazem parte do reduzido grupo de corajosos resistentes do Congresso Nacional no auge da ditadura civil-militar. Um foi Fernando Cunha Júnior (um dos críticos contundentes do programa nuclear brasileiro) e o outro foi Adhemar Santillo (nascido em São Paulo, mas se considerava “goiano da gema”). Pode-se dizer mesmo que ele teve uma heroica coragem.

Onaide e Adhemar Santillo: companheiros de uma longa jornada | Foto: Facebook

Adhemar Santillo foi um exemplo de democrata. Fundou o MDB em Goiás, chegou a se filiar ao PT, no qual ficou por oito meses.

O ex-prefeito tinha 81 anos. Estava ativo e era articuladíssimo. Sabia tudo de política e, por isso, permanecia sendo consultado por políticos da nova guarda.

Adhemar Santillo foi casado com a ex-deputada estadual Onaide Santillo. Foram companheiros de uma longa e produtiva jornada.