Rodrigo Hirose
Rodrigo Hirose

O que o Twitter revela dos 90 dias de Governo Caiado

Governador completa três meses no Poder. Análise da rede social revela os assuntos que ocuparam o democrata no início do mandato

Quase 10% das postagens de Caiado nos três primeiros meses cita direta ou indiretamente as gestões anteriores

Ronaldo Caiado (DEM) completa neste domingo, 31, o terceiro mês como governador. Experiente no Poder Legislativo, com cinco mandatos de deputado federal e um de Senador – que deixou no fim do ano passado para assumir o Palácio das Esmeraldas -, o democrata experimenta a primeira vez em um cargo no Executivo.

E não tem sido fácil. Com pouco mais de 6% do mandato até agora, já enfrenta desgastes junto ao eleitorado e, especialmente, na relação com o funcionalismo público. Ao decidir não pagar os salários de dezembro, prometendo pagamento em dia a partir de janeiro, Caiado colocou no colo uma crise que não era sua.

As entidades que representam os servidores, em sua maioria, criticaram a decisão. Queriam que os pagamentos fossem feitos em ordem cronológica. A cúpula econômica e política do Governo, no entanto, arriscou pagar as folhas vencidas no atual mandato e intercalar a folha de dezembro.

A análise do perfil do governador no Twitter mostra o quanto de energia ele gastou nos três primeiros meses do ano para justificar o escalonamento da folha de dezembro – que só começou a ser paga na sexta-feira, 29 – e demais dificuldades financeiras. Caiado insistiu em responsabilizar o que se costuma chamar de herança maldita pelos atrasos.

Reportagens e entrevistas foram os assuntos mais comuns no Twitter do governador até agora

Durante os três primeiros meses de Governo, Caiado postou 304 vezes no Twitter. Citações e entrevistas à imprensa ocupam a maior parte das postagens: 46 vezes. Eventos e reuniões vêm em seguida, com 41 vezes posts. As ações de governo (entrega de equipamentos, liberação de recursos, medidas administrativas) aparecem com 37 menções.

O quarto assunto mais recorrente no Twitter do democrata é são os governos que o antecederam. Logo no dia da posse, Caiado faz a primeira citação indireta às administrações tucanas. “Vocês sabem da supremacia que existia em Goiás, mas o povo resolveu reagir”, postou.

Desde então, o perfil do democrata na rede social citou, direta ou indiretamente, 30 vezes as gestões passadas. Ou seja: a cada dez comentários de Caiado no Twitter, um se refere aos governos anteriores. Marconi Perillo é citado nominalmente quatro vezes e José Eliton, duas vezes. Perillo também tem fotos e notícias de jornais (negativas) postadas pelo democrata.

Governo
Em relação às áreas da administração estadual, de longe é a Segurança Pública que tem mais destaque. Ações policiais (como prisões e apreensões), eventos da Secretaria da Segurança Pública e medidas para o setor foram tema de 29 postagens nos três primeiros meses do Governo Caiado.

A segunda área mais citada é a de infraestrutura, com enfoque nas rodovias. O tema veio à tona, especialmente, após o rompimento de um trecho da rodovia GO-O60.

A Educação foi citada cinco vezes por Caiado no período, com cinco postagens. As demais secretarias ou órgãos do Governo só apareceram eventualmente no Twitter do governador.

Governo Federal
O Twitter revela que Caiado também dedicou boa parte de seu tempo em articulações com integrantes do Governo Federal ou políticos influentes em Brasília. Em 90 dias, foram 22 postagens mostrando encontros com ministros e outros membros da gestão Bolsonaro.

Encontros com o presidente Bolsonaro e ministros também são amplamente divulgados na rede social de Caiado

O próprio presidente é citado oito vezes, seja em relatos de encontros pessoais (incluindo uma foto tirada na casa do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia) ou não. Em um post, inclusive, Caiado diz que está orando pela recuperação do presidente, que na época havia passado por uma cirurgia.

Hashtags
Três hashtags, usadas para facilitar o acompanhamento de assuntos no Twitter, foram as mais comuns no perfil do governador desde janeiro. No início do ano, em quase todas as postagens o democrata usava as hashtags #ordemnacasa (uma referência à situação financeira do Estado), que apareceu 51 vezes, e #trabalhandoporgoiás, com 56 menções.

Ao longo dos meses, essas duas hashtags foram perdendo espaço. Em março, ganhou destaque a hashtag #somostodosgoiás. Até a noite de sábado, 30, ela já havia sido usada 40 vezes.

Seguidores
As redes sociais de Ronaldo Caiado têm alcance nacional. Mesmo quando era senador, o democrata gozava de um número de seguidores significativo, boa parte de fora de Goiás.

Até a noite deste sábado, o governador de Goiás tinha 446 mil seguidores. A título de comparação, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, tem 621 mil. Marconi Perillo, tinha neste sábado 168 mil.

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Elenita Amelia

Excelente matéria 👏👏

renatto

tem que mudar a cultura politica desse pais . funcionario publico tem muita mamata .
cara passa concurso publico e ja pensa
( agora eu to com o burro na sombra )
bolsonaro vai iniciar essa mudança ,, se Deus quiser .

flavio

queria que o governador caiado mostrasse para que veio so fala do marconi acabou com o vapt vupt e ainda mandou quase todos comissionarios para rua e contratou varios principalmente seus familiares, e um ditados sem limites