Cezar Santos
Cezar Santos

Lula tem culpa na tragédia imposta aos venezuelanos

Petista faz de conta que não recomendou aos habitantes do país vizinho que votassem no homem que está jogando a Venezuela na miséria e no atraso

Lula da Silva e Nicolás Maduro: o brasileiro ajudou o ditador venezuelano, que está jogando seu país na miséria

Luiz Inácio Lula da Silva cada vez mais exerce o que ele mais sabe: o cinismo. Aliás, o exercício dessa “arte” vem sendo aprofundado depois que o petista foi condenado pela segunda vez por corrupção e lavagem de dinheiro. O criminoso Lula tem se esmerado em construir uma parede de cinismo como forma de proteção.

Na quinta-feira, 1º, foi publicada entrevista da AFP com Lula. Entre vários delírios que ele disse, alguns relativos à Venezuela me chamaram a atenção.

Ele começa por dizer que não está acompanhando de perto a situação venezuelana e que não conversou recentemente com o ditador Nicolás Maduro, mas explicou que em 2013, quando o mandatário venezuelano assumiu o poder como herdeiro político de Hugo Chávez, morto no mesmo ano, lhe enviou uma carta dizendo que “achava que era prudente ele trabalhar para harmonizar a Venezuela”.

Disse ainda que “Maduro tem que ter em conta que é preciso pensar na economia da Venezuela com muito carinho, porque a Venezuela precisa de abastecimento, precisa gerar muito emprego, precisa se industrializar, e o Maduro não pode permitir que ocorra o equívoco de fechar a Venezuela”.

Sobre a maciça migração de venezuelanos devido à crise política, econômica e social que o país vive, Lula pediu “cuidado” ao abordar a questão. “Certas pessoas estão saindo por algum problema na Vene­zuela, temos que ter em conta que eles amam a Venezuela e que na medida em que as coisas melhorarem vão voltar, eles não querem viver em condições desfavoráveis em Boa Vista, seu coração está na Venezuela e querem voltar assim que for possível.”

Quem ouve/lê Lula e não sabe da história, é levado a pensar o quão ponderado é o petista.

Só que Lula não fala — nem o repórter da AFP que o entrevistou pergunta — é que ele é um dos maiores responsáveis pela ascensão de Nicolás Maduro ao poder.

Esse mesmo Maduro que está agravando um quadro de restrições às liberdades, iniciado por Hugo Chávez, que tranformou o país numa ditadura militar, com prisão de adversários políticos e até matança de civis. A Venezuela, que era um dos países mais ricos da América Latina, está na miséria, o que força milhares de seus habitantes a buscarem abrigo em outros países — cerca de 40 mil migraram para Boa Vista, a capital do Estado de Roraima, e muitos deles estão vivendo em condições de indigência.

Em 2013, Lula entrou na campanha política na Venezuela e gravou uma mensagem de dois minutos em apoio a Maduro, candidato chavista e que já estava presidente interino, após a morte de Hugo Chávez. O vídeo (entrar no Youtube ou Google e digitar ‘Lula apoia Maduro’) foi postado na conta oficial da campanha de Maduro.

“Nos oito anos em que fui presidente do Brasil tiver a oportunidade de conviver com Maduro”, diz Lula no vídeo.

Refugiados venezuelanos em Boa Vista, capital de Roraima: fuga da fome imposta por Nicolás Maduro na Venezuela

O tom da mensagem seguiu a linha escolhida pelo Partido Socialista Unido da Venezuela (Psuv) para a campanha: mostrar que Maduro era a continuidade de Chávez. “Sempre foi visível sua profunda afinidade com nosso querido e saudoso amigo Hugo Chávez. Os dois compartilhavam as mesmas ideias sobre o destino do nosso continente e os grandes problemas mundiais. Mais do que isso, Chávez e Maduro tinham as mesmas concepções em relação aos desafios que a Venezuela tinha pela frente: em defesa dos mais pobres”, diz Lula.

O petista afirma na mensagem que “a grande obra de Chávez” foi ter sucesso na transferência da renda do petróleo, do qual a Venezuela é um dos grandes produtores mundiais, para os mais pobres. “Estou seguro que Maduro como presidente será capaz de realizar essa meta de Chávez.”

“A decisão de escolher um novo presidente caberá exclusivamente ao povo venezuelano. Não quero interferir em um assunto interno da Venezuela, mas não posso deixar de dar meu testemunho em nome do futuro desse país tão querido do povo brasileiro. Mas também em nome do Mercosul, no qual a Venezuela acaba de ser recebida”, diz Lula.

O ex-metalúrgico encerra o depoimento com uma das frases de efeito da campanha chavista: “Maduro presidente é a Venezuela que Chávez sonhou”.

Pois a Venezuela que Chávez sonhou e que Maduro, apoiado por Lula, construiu é a Venezuela da miséria, da fome, da humilhação de seus cidadãos.

E além de dar dinheiro para as campanhas de Chávez e Maduro, o governo brasileiro sob o PT de Lula e de Dilma Rousseff ajudou financeiramente as gestões dos dois ditadores, com recursos do povo brasileiro, via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em verdadeiro crime de lesa-pátria.

Essas ações se deram sob a égide do Foro de São Paulo, organização que junta vários partidos e movimentos de esquerda da América Latina e do Caribe. O movimento foi fundado em 1990 pelo PT de Lula e pelo Partido Comunista Cubano de Fidel Castro, entre outros. O objetivo é criar condições, financeiras e estratégicas, para que os partidos de esquerda ascendam ao poder, e a partir daí eles se ajudam a conquistar mais e mais espaços.

O PT ganhou o poder no Brasil e a partir daí, com dinheiro dos brasileiros, ajudou os “companheiros”, como os ditadores Castro em Cuba, Chávez e Maduro, na Vene­zuela, financiando obras a fundo perdido também na Colômbia, na Bolívia, na Nicarágua, em Angola, na República Dominicana, e republiquetas africanas onde a esquerda manda.
A tragédia venezuelana foi construída com a ajuda de Lula, de Dilma e do PT.

3
Deixe um comentário

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Pedro Tenvia

Não só Lula pratica o cinismo neste caso, temos que lembrar também que FHC, não fica muito atras, quando ocorreu a greve dos petroleiros, FHC não se fez de rogado, mandou navios com gasolina para a Venezuela, com o propósito de frustar a greve, e FHC sabia muito bem qual era o propósito totalitário daquele regime.

É, o Temer deve ser um Anjo que caiu do céu, e ainda em tempo o Lula deve ser responsabilizado também pelos problemas na Siria, e onde houve, ou houver tragédias é ele…

Marcos

Análise muito oportuno. Você está certíssimo Cezar.