Márcio M. Cunha
Márcio M. Cunha

Rápidas

Mutirão carcerário – O corregedor-geral de Justiça, desembargador Gilberto Marques Filho, reuniu-se com o presidente da OAB-GO, Enil Henrique de Souza Filho, e ambos firmaram compromisso no sentido de envidar esforços no mutirão carcerário que será promovido em abril. A coordenação do mutirão será do juiz auxiliar da Corregedoria, Átila Naves Amaral.

Leon Deniz – Amigos têm in­centivado o advogado Leon De­niz a disputar novamente a presidência da OAB, por ser ele o mais co­nhecido dos candidatos no interior.

Concorrentes – Os prováveis candidatos a OAB-GO são: o atual presidente, Enil Henrique de Souza, o presidente da ESA, Flávio Buona­du­ce Borges, os conselheiros federais Miguel Cançado e Pedro Pau­lo, o conselheiro seccional Dyogo Crosara, bem como Lúcio Flávio, Paulo Teles e Djalma Rezende.

Advogado empregado – Uma imobiliária do RJ foi condenada a pagar multa por litigância de má-fé por proceder com deslealdade em processo ajuizado por advogada, que teve vínculo empregatício reconhecido entre outubro de 2007 e dezembro de 2009.

Mudança na jurisprudência — Um recurso pode ser apresentado an­tes da publicação de acórdão. O ple­nário do STF mudou seu entendimento e afastou intempestividade de embargos de declaração im­pe­trados antes de a decisão ser publicada.

Efeito Hillary — O deputado Jean Carlo (PHS) promete apresentar ainda esta semana proposta similar à lei que há nos Estados Unidos, pela qual gestores públicos devem utilizar e-mails institucionais e que estes devem ser divulgados e arquivados. A proposta surgiu depois da polêmica dos e-mails da ex-secretária de Estado dos EUA Hillary Clinton.

Feminicídio — O plenário da Câmara aprovou projeto de lei que considera homicídio qualificado o assassinato de mulheres em razão do gênero, o chamado feminicídio. O crime também será classificado como hediondo. A matéria, que muda o Código Penal, será enviada à sanção presidencial.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.