Hélio Rocha
Hélio Rocha

Tragédia de uma viagem aérea entre os EUA e Goiânia. Morre o filho do primeiro prefeito da capital

Morreram três pessoas: Alan Kardec, Ronaldo de Souza e Luiz Roberto. Eles voltavam dos Estados Unidos para o Brasil

Há 57 anos, em outubro de 1963, Goiânia estava completando 30 anos, com uma população que iria a seguir crescer muito, pois era de apenas 250 mil habitantes. Naquele outubro a população se entristeceu por causa da tragédia de uma viagem sem volta.

Dono de uma empresa de táxi aéreo, o piloto Alan Kardec foi aos Estados Unidos para adquirir um novo avião. Viajou em sua companhia o jovem Ronaldo de Souza, cujo pai, o médico Antônio Bertoldo de Souza, havia sido deputado e estadual. Encontrou-se com eles, já nos Estados Unidos, outro jovem, Luiz Roberto de Freitas Borges, filho do primeiro prefeito de Goiânia, Venerando de Freitas Borges.

Aviões de menor porte, numa viagem longa, vão fazendo muitas escalas. E assim vinha seguindo o avião comandando por Alan Kardec — e com ele Ronaldo e Luiz Roberto. A última notícia que se teve desse percurso foi quando a aeronave escalou na Guiana inglesa. Depois disso, mais nada.

5 respostas para “Tragédia de uma viagem aérea entre os EUA e Goiânia. Morre o filho do primeiro prefeito da capital”

  1. Araújo disse:

    Será o avião que caiu nessa época, conforme dizem os mais velhos, a 5 ou a 6km de minha casa, no Ceará? Só depois de muitos anos acharam partes do avião. Não se sabe o ano exato da queda e nunca virou notícia.

  2. Edjane disse:

    Fizeram buscas? Nenhuma pista depois? Matéria incompleta

  3. Carlos Spindula disse:

    Sim, ok, mas e ai? Acharam o aviao, como foi o acidente ? A reportagem terminou sem falar nada !!

  4. DAVIDSON DANTAS disse:

    FICOU incompleto a reportagem? Ou é só isso.? Nenhum detalhe a mais? Pois pesquiso fatos reencarnatorios de acidentes aéreos..

  5. Crislaine disse:

    Que matéria… faltou explicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.