Hélio Rocha
Hélio Rocha

Quarenta anos sem Elis

Fui a dois shows da cantora em Goiânia. Num deles, teve entrevista para “O Globo” no dia seguinte

Elis Regina, uma das maiores cantoras da história da música brasileira | Foto: Reprodução

No início da semana que passou, completaram-se nada menos do que 40 anos da morte de Elis Regina, sepultada no Cemitério do Morumbi, em São Paulo.

Lembro-me de dois concertos de Elis em Goiânia, um no Teatro Goiânia, outro no Clube de Regatas Jaó. Esse show no Jaó assisti junto com a jornalista de O Globo, Sheila Costa, que queria fazer uma entrevista com ela.

Só que, ao final, Elis alegou cansaço e marcou a entrevista para o café da manhã do dia seguinte, no hotel em que estava hospedada, o Bandeirantes.

Conversamos bastante com ela nesse café.

A melhor interpretação que achei de Elis, no show, foi a da música de Baden Power, Enterro na Lapinha.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.