Hélio Rocha
Hélio Rocha

Morre Ennio Morricone, o grande compositor italiano

O italiano compôs mais de 400 músicas para cinema e televisão e deixou mais de 100 obras clássicas

Ennio Morricone : compositor italiano | Foto: Reprodução

Na segunda-feira, 6, aos 91 anos, morreu em Roma o grande compositor Ennio Morricone, autor de muitas dezenas de trilhas sonoras de importantes filmes. Italianos são insuperáveis em música. Morricone era extraordinário, mas outro italiano, Nino Rota, autor das músicas de filmes de Federico Fellini e Franco Zefirelli, também era (Nino Rota brilha na trilha musical do filme “O Poderoso Chefão”). Os dois são certamente os melhores do mundo. Em terceiro lugar, pode-se mencionar um norte-americano, mas descendente de italiano, Henry Mancini.

Ennio Morricone morreu, segundo a família, de complicações decorrentes de uma queda.

A propósito de Ennio Morricone: quando foi exibido em Goiânia o filme “Os Intocáveis”, de Brian De Palma, eu era editor do jornal “O Popular”. Tinha em casa um exemplar da “Ulisse”, excelente revista de bordo da companhia aérea italiana Alitalia. Continha uma ótima entrevista com Ennio Morricone, na qual falava bastante sobre seu trabalho para o filme.

Texto em italiano e em inglês. Fiz a tradução e passei ao jornalista Paulo Beringhs, que era o editor do “Caderno 2”, que corresponde ao que hoje é o “Magazine”. Saiu numa edição de sábado. No domingo, encontrei-me com meu pai, Benedito Odilon Rocha, que era poeta e músico. E ele me criticou muito, dizendo que eu cometera uma gafe, falando em “partitura em branco”. Na verdade, a partitura já vem com a música. Eu devia ter colocado pauta musical em branco.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.