Hélio Rocha
Hélio Rocha

Hitler mandou destruir Paris, mas general alemão decidiu salvar a cidade

Ninguém ousava desobedecer ao líder nazista. Mas Dietrich von Choltitz não cumpriu suas ordens e preservou Paris

A aliança com os Estados Unidos e com a Inglaterra e a heroica Resistência francesa foram fundamentais, mas é preciso ressaltar que, na verdade, foi um general alemão que salvou Paris de uma destruição total no fim da Segunda Guerra Mundial.

Um livro que bem explica a história é “Paris já Está Ardendo?” (Difel, 1964), da dupla Larry Collins, inglês, e Dominique Lapierre, francês. Meu exemplar desse livro é da edição portuguesa, adquirido em Lisboa, antes que chegasse a edição brasileira. Título engraçado dessa edição lusitana: “Está Paris a Arder?” Há também o livro “Paris Após a Libertação — 1944-1949” (Bertrand, 517 páginas), do historiador britânico Antony Beevor.

Dietrich von Choltitz: o general alemão desafiou Hitler e não destruiu Paris | Foto: Reprodução

Aconteceu o seguinte: o chamado Dia D ocorreu em 6 de junho de 1944, com a maior operação militar até hoje realizada. As forças aliadas originárias da Inglaterra invadiram a Normandia.

Mas só iriam conseguir chegar a Paris no dia 25 de agosto. No dia 7 de agosto, o general alemão Dietrich von Choltitz (1894-1866) foi designado por Berlim comandante em Paris, com ordem direta de Adolf Hitler, principal dirigente nazista da Alemanha, para que explodisse totalmente a capital francesa.

Interessando por arquitetura e história, Hitler sabia bem a dimensão política e cultural de Paris e foi evitando a explosão até que, finalmente, os aliados chegassem em Paris. Mas ele não contava com Dietrich von Choltitz, que decidiu desobedecê-lo e preservar uma das mais belas cidades do mundo.

Há pelo menos dois filmes sobre o assunto: “Paris Está em Chamas?”, de René Clément, e “Diplomacia”, do alemão Volker Schlöndorff.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.