Hélio Rocha
Hélio Rocha

Galego é um verdadeiro idioma se assemelha mais com o português do que com o castelhano

“Olla a choiva pol-a rúa,/ laio de pedra e cristal./ Alta e fermosa luz/ escava pedra no vidro/ ausencia de labaradas”

Tive a oportunidade de conhecer, há alguns anos, o mágico cenário religioso de Santiago de Compostela, na província espanhola da Galícia, que faz fronteira com Portugal. E onde conversar com muitas pessoas que falam galego.

Muito mais do que um simples dialeto, o galego é um verdadeiro idioma e se assemelha muito mais com o português do que com o castelhano.

Coloco como exemplo trecho de um poema de José Lois Garcia, nascido na cidade de Lugo, na Galícia.

Olla a choiva pol-a rúa,

laio de pedra e cristal.

Alta e fermosa luz

escava pedra no vidro

ausencia de labaradas

dunha noite no Vilar

e a Lúa remoe musgo

en pingas de soidade.

Choiva de plenitudes,

en diálogo coa noite,

tece a témera aurora

No ardor de Compostela

os ecos da pedra xemen

e danza o luar na fraga

con brétemas sosegadas

en noite de crisálidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.