Txistuman é o músico espanhol que anima os dias de quarentena

O artista mostra seu agradecimento aos trabalhos dos profissionais de saúde e busca alegrar os vizinhos

Celeste Gomes del Salto

Especial para o Jornal Opção, de Madri

O multi-instrumentista Iván Allue Hermosilla, conhecido por Txistuman, reside num bairro de Bilbao, cidade basca do norte da Espanha, e decidiu amenizar os dias de confinamentos com a sua versatilidade musical. Todos os dias, após os aplausos às pessoas que trabalham na primeira linha desta pandemia, ele faz uma apresentação musical na sacada do seu apartamento e deleita os seus vizinhos do condomínio situado no bairro de San Ignacio, em Bilbao, com um repertório divertido e variado.

Segundo ele, são três os objetivos principais dessas apresentações. Primeiro para mostrar o seu agradecimento aos trabalhos realizados pelos profissionais da área de saúde, nesta difícil missão de curar e ajudar os contaminados; segundo para alegrar os dias de confinamento dos seus vizinhos; e por último dedica suas canções aos seus alunos do instrumento basco Txistu. Segundo ele, para que vejam que, numa situação tão grave como esta, tudo se paralisa — exceto a música.

Txistuman é um personagem bastante fantasioso, por isso os seus vídeos diários, colocados no seu espaço do YouTube, estão sendo muito visitados. Toca músicas de verão, música de bandas conhecidas, nos dias chuvosos nada melhor para agradar o seu público com a música do filme musical dirigido por Gene Kelly y Stanley Donen “Cantando na chuva” (título original: Singin’ in the Rain). No dia 25 deste mês, dia da liberação da Itália, ele tocou a popular canção italiana “Bella Ciau” — hino da resistência anti-fascista.

Dentro das suas variedades musicais, Txistuman não se esquece das crianças. Várias canções são dedicadas a elas. Combina ritmos e estilos e escolhe no mesmo dia a canção para a apresentação na sacada. Algumas vezes, a pedido dos vizinhos, repete algumas músicas.

Txistuman é um profissional do mundo da música e teatro, sua carreira musical iniciou em 1996, quando decidiu formar parte de um grupo de música celta e folclórica basca. Nesta época descobriu que, por meio do seu violão, que há um mundo infinito de possibilidades musicais.

Durante treze anos fez parte do grupo de teatro Goi Herri dantza taldea, e encontrou um mundo de fantasia e diversão nas peças teatrais. Queria aprender e apreciar a fusão da música e teatro, que segundo ele é a melhor combinação.

Ao longo da sua carreira, colaborou com vários grupos musicais, cantores e compositores espanhóis e tocou na Orquestra Sinfônica Richercare, fez parte do Coral e Orquestra de Câmara de Bilbao, da Orquestra de Câmara de São Sebastião, e várias outras.

Sua carreira cresceu ano a ano, atualmente é o diretor de uma banda de músicos que fazem shows com instrumentos tradicionais de todo o mundo. É também professor do instrumento Txitu.

Certamente já estará planejando o grande show do fim da quarentena, que todos os espanhóis torcem para que esteja próximo ou, pelo menos, na metade do caminho.

Celeste Gomes del Salto é jornalista e mora em Madri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.