Na quarta-feira, 8, os diários “Pop”, “Diário da Manhã” e “Hoje” deram manchetes divergentes. “Inflação em Goiânia é a maior desde 2003” é o título da manchete de “O Hoje”. A inflação é de 2,59%. Em março de 2003 chegou a 2,99%. De fato, era a grande notícia do dia. Quem faz compras em supermercados e feiras percebe que a vida diária ficou mais cara.

“Projetos endurecem benefícios a servidores” é a manchete do “Pop”. O assunto interessa mais ao funcionalismo público. Mas significa que o Estado está se tornando mesmo menor, ou, como disse o governador Mar­coni Perillo, “necessário”.

O “Diário da Manhã” publicou “Goiás terá rota para o Oceano Pacífico”. A Ferrovia Transoceânica (ou Trans­continental), que será construída pelos governos brasileiro, chinês e peruano, com 5,4 mil quilômetros, é um sonho antigo. Sairá mesmo do papel? Não se sabe. Por isso precisa ser “anunciada” com cautela pelos jornais.

Três manchetes diferentes, mas todas pertinentes.