Euler de França Belém
Euler de França Belém

Tonico Ferreira pede demissão da TV Globo

O repórter disse que vai cuidar de assuntos pessoais, como família, viagens e leituras

Tonico Ferreira com o chefão da OLP, Yasser Arafat

Aos 70 anos, o repórter Tonico Ferreira tomou uma decisão: pediu demissão da TV Globo e vai cuidar dos próprios interesses (como família, viagens e leituras). “Ele não é apenas um jornalista, é uma faculdade de jornalismo”, costumam dizer os colegas.

O contrato de Tonico Ferreira findaria em 2020, mas o jornalista decidiu sair antes. O diretor de Jornalismo da TV Globo, Ali Kamel, lamentou, em nota, a saída do profissional: “Doeu, mas não pude dizer não. Ninguém resiste ao Tonico. Não é à toa que sempre há uma roda de colegas em volta dele, quando está na redação. E não apenas para ouvir sua análise sem paixões dos assuntos da política, do sobe e desce da economia e da vida brasileira. É também para escutar histórias de mais de seus anos de jornalismo, que fazem dele um dos mais experientes e importantes profissionais da imprensa brasileira”.

Tonico Ferreira é um repórter seguro, que inspira credibilidade. Na ditadura, trabalhou no jornal “Opinião”, ao lado de Fernando Henrique Cardoso e Eduardo Suplicy, e no “Movimento”, do qual chegou a ser diretor-responsável. Ele assinava seus textos como Antônio Carlos Ferreira. O jornalista não informou nada a respeito, mas seria interessante que escrevesse uma memória do período.

Deixe um comentário