Suspeito de mandar sequestrar jornalista, deputado é preso pela polícia

O ex-presidente da Assembleia Legislativa é apontado como mandante do sequestro do apresentador Romano dos Santos, de um afiliada da TV Record

Jalser Renier: deputado estadual em Roraima | Foto: Reprodução

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Roraima Jalser Renier, do partido Solidariedade, foi preso (prisão preventiva) pela polícia na sexta-feira, 1º. O deputado estadual é suspeito de ser mandante do sequestro do jornalista Romano dos Santos, apresentador da TV Imperial, afiliada da rede Record.

A juíza Graciete Sotto Mayor Ribeiro determinou a prisão de Jelser Renier e de mais quatro pessoas. Outras sete pessoas já estavam presas.

Prisão de Jalser Renier | Foto: Reprodução

Romano dos Santos fazia críticas e divulgava denúncias contra políticos de Roraima. Por isso, em 26 de outubro de 2020, ele foi sequestrado e torturado por um grupo de homens encapuzados. Os criminosos queimaram seu automóvel.

O Ministério Público fez o pedido de prisão de Jelser Renier, um político poderoso em Roraima. Ao ser preso, o parlamentar disse que a denúncia contra ele é “caluniosa”, mas frisou que iria “respeitar” a decisão da Justiça.

Setenta policiais civis e militares participaram da Operação Pulitzer II.

Se for condenado pela Justiça, há a possibilidade de Jelser Renier perder o mandato de deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.