Euler de França Belém
Euler de França Belém

Stephen King contrata editor de O Popular para fazer títulos de livros e filmes

Claro que é uma brincadeira, mas feita a partir de um título verdadeiro e espantoso do jornal goiano

O escritor americano Stephen King, cansado, porque produz em escala quase industrial, está pensando em contratar um editor de “O Popular”, aquele que faz títulos “notáveis” e “aterrorizantes”. No melhor estilo “Christine — O Carro Assassino”, o jornalista publicou, com o máximo de destaque: “Após ultrapassagem, cavalo bate contra carro e mata mulher em Goiás”.

Como Stephen King não estava disponível, consultamos o médium Paulo Semideus. Seu comentário: “O que percebi é que o cavalo é um brilhante velocista, pois ultrapassou o carro. Depois, como Christine, o carro, mostrou que é um grande assassino, porque matou uma mulher. O cavalo cometeu um crime doloso, porque, pela frase do jornal, fica clara a intenção de bater o automóvel e, então, de matar”.

Como dizem os colunistas sociais, faz sentido.

O Popular terá de fazer a correção da correção

Depois da crítica do Jornal Opção, mostrando que está “atento”, o editor stephenkinguiano de “O Popular” mudou o título: “Após ultrapassagem, carro bate contra cavalo e mata passageira em Goiás”. Como o médium Paulo Semideus está ocupado, consultamos Karl Semdeus, professor de Ciências Ocultas e Janíadas da Universidade Alienação da Reificação. Sem delongas, Karl Semdeus expôs seu pensamento: “Percebe-se, de cara, que o carro deve ser do Google, pois não precisa de motorista. Pelo visto, o carro bateu contra o cavalo e matou a passageira. Será preciso, diria o ministro Gilmar Mendes, condená-lo, pois cometeu dois crimes: matou um cavalo — o jornal, aliás, não informa isto no título — e uma passageira”.

De novo, como dizem colunistas sociais e Stephen King, faz sentido.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.