Elder Dias

Site de jornalistas quer reunir todas as fichas de jogos de clubes goianos

Layout 1

Gerliézer Paulo, Rafael Bessa, João Paulo Di Meideiros e Vinícius Tondolo: projeto inovador para resgatar memória do futebol goiano

Um projeto importante para recuperar a história do futebol em Goiás está sendo desenvolvido por um quarteto de jornalistas goianos da nova geração: Gerliézer Paulo, João Paulo di Medeiros, Rafael Bessa e Vinicius Tondolo. Eles estão dispostos a cadastrar as dezenas de milhares de jogos disputados por clubes goianos desde a década de 40, quando houve os primeiros campeonatos no Estado, ainda na fase amadora.

O site, em fase de finalização, está sendo desenvolvido desde julho do ano passado. É um trabalho para quem tem paciência e resistência. As fontes não são muitas e, quando elas fornecem dados, nem sempre são completos. Para facilitar a execução, eles dividiram o trabalho por período. “Cada um ficou com duas décadas. Então, priorizamos primeiro cadastrar campeonatos e jogos que estavam disponíveis em outros meios, para agora ir lançando fichas técnicas após pesquisas”, explica Gerliézer Paulo.

Todo o conteúdo será 100% aberto e, além da disponibilização das fichas técnicas, o portal terá uma linha do tempo com os principais fatos do futebol goianos ao longo da história, além de outros atrativos. Gerliézer quer colocar o site no ar no mais tardar em setembro. “Não vamos esperar concluir a pesquisa para publicar, até porque queremos contar com a ajuda do público para enriquecer com mais dados, como nomes completos de antigos jogadores, data de nascimento, fotos etc.”, completa.

A prática no futebol goiano é não ter respeito à memória e desconhecer seu passado. Basta repassar o relato de um jornalista, que, anos atrás, na sede do Goiás Esporte Clube, viu centenas de fotos clicadas pelo jornalista João Batista Alves Filho jogadas de qualquer jeito em uma caixa, num canto da sala de troféus (que, na época, era nada mais do que um depósito).

Ex-presidente da As­sociação dos Cronistas Esportivos de Goiás (Acieg), João Batista era também torcedor do clube e registrou com fotos centenas, talvez milhares de jogos do futebol goiano. Seu livro “Arquivos do Futebol Goiano” é um das bases de consulta de Gerliézer e de seus parceiros no projeto do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.