Euler de França Belém
Euler de França Belém

Se até o dono do Facebook foi hackeado, imagine o que pode acontecer com os pobres mortais

Hackers descobriram que a senha de Mark Zuckerberg no Linkedin eram as mesmas em outras redes sociais. A senha era até infantil, “dadada”

Mark Zuckerberg 12

Leitor, se o poderoso Mark Zuckerberg, acionista majoritário do Facebook e dono de bilhões de dólares (é um dos mais ricos do mundo), pode ter a senha furtada por hackers, imagine nós, pobres mortais. Porém, embora o Facebook ensine o uso de senhas mais complexas — por exemplo, com letras e números —, “determinação” em geral acatada pela maioria dos usuários, Zuckerberg, talvez para ludibriar os hackers (o bilionário seria mais astucioso e complexo do que nós?), usava uma senha prosaica e, diria um psicólogo, infantil: “dadada”.

Zuckerberg usava a senha “dadada” para Twitter, Pinterest, Linkedin e Instagram (neste, o empresário diz que não houve invasão). Os hackers obtiveram primeiro a senha do Linkedin e a testaram noutras redes sociais e descobriram que o chefão do Facebook era tão ou mais descuidado do que a maioria dos usuários.

O OurMine Team, grupo de hackers, descobriu como acessar as contas de Zuckerberg devido ao vazamento de senhas e dados do Linkedin (117 milhões de combinações de nomes de usuários e senhas foram comercializados na internet). Os hackers mandaram a seguinte mensagem para o bilionário americano: “Ei, @finkd, acessamos seu Twitter & Instagram & Pinterest, estamos apenas testando sua segurança, por favor mande-nos uma mensagem”.

Na internet, apesar de todos os cuidados, estamos na chapada. Apesar disso, é possível viver hoje, tendo experimentado, viver sem a rede? Não é mais, por certo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.