Comenta-se que Fernando Collor era usuário de cocaína — seu irmão Pedro Collor disse, numa entrevista à revista “Veja”: “Ele era consumidor contumaz de cocaína” —, mas nenhuma publicação (ou adversário político) apresentou provas de que isto seja fato.

Rosane Malta pontua na página 104 do livro “Tudo o Que Vi e Vivi” (Leya, 222 páginas): “Da adolescência de Fernando eu não sei, mas, na época da Presidência, quando saíram os boatos dizendo que ele usava drogas, eu cheguei a perguntar para ele se era verdade. A resposta foi a seguinte: ‘Você já me viu usando?’ Eu realmente nunca vi nada, mas sei que ele mudava de humor com facilidade. Além disso, os olhos dele ficavam muito vermelhos. Ele costumava chegar em casa nervoso, com os olhos avermelhados”.

Fernando Collor e Rosane Malta ficaram casados 22 anos.