Euler de França Belém
Euler de França Belém

Rodrigo Bocardi não tem de se envergonhar de cena íntima. Criminoso é o vazador de vídeo

Desde que consensual, o sexo é belo e prazeroso. O apresentador da TV Globo não deve ficar constrangido

Rodrigo Bocardi, de 42 anos, apresentador da TV Globo (âncora do “Bom Dia SP”), é um jornalista competente — substituiu de maneira notável William Bonner, no período do Carnaval, no “Jornal Nacional”. É o que importa. O resto é perfumaria. Mas é a perfumaria que está se tornando importante nas colunas de fofoca — algumas delas escritas ou editadas por jornalistas profissionais — e ganha destaque na internet, notadamente nas redes sociais.

Por que um homem, ou uma mulher, não podem fazer uma fotografia exibindo sua nudez — guardando-a no celular ou computador — e até mesma enviá-la para alguém que ama ou com quem mantém algum tipo de relacionamento? A rigor, não há empecilho algum — desde que o relacionamento seja consensual e as partes avaliem o comportamento como não extremado e ilegítimo. Mas, dada a ação de pessoas mal-intencionadas — e, por vezes, de hackers, criminosos invasivos e contumazes —, todo cuidado é pouco. De repente, aquilo que era belo, ao menos para duas pessoas, se torna motivo de escândalo, constrangimento e dor.

Alguém divulgou um vídeo íntimo de Rodrigo Bocardi, constrangendo-o. A suspeita reside num assessor de imprensa de figuras conhecidas do meio artístico. Ricardo Feltrin, do UOL, diz que o suposto vazador — que não teve o nome revelado — nega o crime. Mas admite que teve acesso ao vídeo. Os advogados do jornalista sugerem que o assessor é o responsável pela divulgação do vídeo e será processado por “difamação”.

Amigos de Rodrigo Bocardi avaliam que o vídeo é uma montagem. Porém, mesmo que não seja uma montagem, por que divulgá-lo? Trata-se de um crime de qualquer maneira.

Os meios de comunicação, mesmo os sérios, estão numa fase de liberticídio. Publicam a história de Rodrigo Bocardi menos com o objetivo de esclarecer — de iluminar e discutir a sério a questão da privacidade e o direito ao prazer não compartilhável com o público — e muito mais para obter visualizações. O jornalista, portanto, tem o direito de processar tanto os que divulgaram o vídeo quanto os que eventualmente excedam nos comentários.

De resto, sexo é bonito e prazeroso, nada tem de feio — desde que consensual entre as partes —, portanto, mesmo que o vídeo seja verdadeiro (a distorção em si é a divulgação), Rodrigo Bocardi não tem do que envergonhar-se. Quem deveria ficar constrangido, mas não vai, são seus divulgadores — verdadeiros criminosos. A impressão que se tem é que querem tornar o sexo uma coisa excessiva e passível de punição.

Rodrigo Bocardi sai maior do episódio, como ser humano. Fica mais humano. Já o vazador do vídeo prova apenas que é mesquinho, adepto de um tipo de banalidade do mal.

(E-mail: [email protected])

10 respostas para “Rodrigo Bocardi não tem de se envergonhar de cena íntima. Criminoso é o vazador de vídeo”

  1. Avatar Leandro disse:

    Eu discordo, acho que há razões para se envergonhar sim. Primeiro, por ele ser casado e ser flagrado, mesmo que virtualmente em um cena de traição com outra pessoa. Segundo, pelas cenas induzirem a um suposto affair homossexual, já que o “suposto Bocardi” “escancara” o ânus no vídeo, o que seria ruim tbm, por mostrar sua opção sexual dessa forma. Isso de alguma forma acaba maculando a imagem de jornalista sério, longe do discurso moralista, mas são duas coisas que não batem. E se não fosse ruim, as pessoas não processariam, como costuma-se fazer quando aparece um vídeo “vazado”. Agora se realmente for ele, seria muito vergonhoso de ter sua opção sexual exposta dessa forma. A não ser que ele assuma efetivamente e preste contas principalmente à sua esposa, vai ser muito complicado ele apagar essa mancha do seu curriculo. Agora se for montagem (o que eu acho pouco provável, pq mesmo na cena nude, aparece o rosto dele), esse vazador tem que ser enquadrada no máximo rigor da lei.

    Vejo tbm diversas reportagens hj atribuindo a uma pessoa a culpa pelo vazamento do vídeo (não de forma nominal, mas com insinuações sobre quem seria). Todas essas “reportagens” baseadas na coluna do Ricardo Feltrin. Será que foi essa pessoa mesmo quem vazou? E se não foi ele, caberá um pedido de desculpas de todas as “reportagens”?

  2. Avatar Julia disse:

    Concordo com vc. Que este fato mostre para todos que a internet não é terra sem lei.Culpados devem ser punidos!Muita crueldade, maldade, desrespeito em expor o Rodrigo.Se é verdade ou não , ninguém tem o direito de manchar a imagem de ninguém.# Força Rodrigo#

  3. Avatar jorge ribeiro da silva disse:

    O camarada que fez isto tem e inveja . pq não pode chegar no posto que o outro esta.a melhor maneira que ele sinta prazeroso e efetuar estas maldades.fico chateado com tais fatos.não conheço o Rodrigo apenas o vejo no jornal.

  4. Avatar Sérgio Sasaki disse:

    Desculpa! Mas acho sim, um pouco constrangedor, saber que o ânus do apresentador do telejornal de maior audiência no país, já foi visto por milhões de pessoas – procurei o vídeo, não achei, mas é o que estão dizendo, que ele mostra a rabeta… AH! E SEXO É LINDO E PRAZEROSO… isso lá no LOVE AND PEACE dos anos 60!!! O SEXO HOJE É USADO COM ARMA, e feito de uma forma banal (longe de ser religioso, nem acredito nesse Deus de igreja)!!! Está aí a prova… e o que é prazeroso hoje, pode ser doloroso amanhã!!! ESTÁ AÍ A PROVA TAMBÉM!!! E você que está lendo o meu comentário – MUITO MAIS ANTENADO COM O NOVO MILÊNIO DO QUE ESSE PAPINHO DOS ANOS 60… o SEXO É TRAIÇOEIRO e ser você for daquele tipo de pessoa que busca sempre uma relação e não uma transa de uma noite – CONSELHO: não comece pelo sexo, comece conhecendo bem a pessoa antes. E “CONSENSUAL” TAMBÉM É MUITO RELATIVO… quando você está em uma relação em 2018, consensual, envolve mais do que você e a pessoa com quem você vai “brincar”, envolve o seu cônjuge também! E por quê? Porque se ela(e) não estiver sabendo da brincadeira do parceiro, ela pode pegar uma bela doença, não consensual, passada pelo brincalhão… E PASMEM! Isso não é raro de acontecer, AINDA MAIS NO BRASIL!!!

  5. Avatar Jorge Nicolas disse:

    Vamos banalizar isso também né?
    O cara faz um vídeo (íntimo, que seja), abrindo a rabeta com os dois dedos indicadores e não tem do que se envergonhar? Lógico que tem! Discordo completamente do seu texto.
    Quem vazou o vídeo cometeu crime sim; mas o apresentador tem do que se envergonhar sim!
    O corpo é dele e ele faz o que quer; ok, mas ele precisa ter cuidado com a imagem dele não é verdade? Se vai mostrar o brioco, que não mostre o rosto ué.
    Hoje é tudo muito comum! Eu quero, eu posso, eu vou lá e faço. Então vai, uai. Vai lá e faz e depois vê o resultado.

  6. Avatar Edson disse:

    Deve se envergonharsim, um homem casado pai de 3 filhos alisando o rabo não é coisa para se achar belo, pelo contrário, é deprimente.

  7. Avatar Edson disse:

    sim, não há dúvidas que um pai de família alisando o rabo é coisa muito bonita. onde cai parar ?

  8. Avatar Alan Alves disse:

    A grande verdade é que esse vídeo só virou polêmica por ele ser casado ou ser nudez, e sim por ele se referre a esposição da homossexualidade de alguém – o que a sociedade que se diz conservadora odeia. A mesma sociedade que se diz não ser homofóbia e que é reconhecida mundialmente pela sensualidade do Carnaval.

    Eu divido que se fosse um vídeo de um homem casado com uma mulher teria dado tanta polêmica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.