A “Placar” formou uma geração de grandes jornalistas. Juca Kfouri foi um de seus editores mais qualificados

Erich Beting, do site Máquina do Esporte (http://maquinadoesporte.uol.com.br/), informa que a Editora Caras comprou a revista “Placar”, que era editada pela Editora Abril.

Com 45 anos no mercado, a “Placar” sempre foi uma referência de bom jornalismo. No momento, sua circulação é mensal (seu nível editorial caiu muito nos últimos anos). “Além da publicação da revista, todo o acervo da ‘Placar’ deverá migrar para a Caras. Isso significa um dos maiores bancos de dados de imagens do futebol no Brasil”, anota Beting. De imagens e, acrescento, textos.

A Abril está saindo da área esportivo e vai priorizar revistas como “Veja” e “Exame”. A “Runner’s World” foi repassada para a Editora Rocky Mountain.

Primeiro time

Aficionado por futebol na adolescência (cheguei a ser um jogador de algum mérito, sempre entre o ataque e o meio de campo, uma espécie de ponta de lança, como se dizia), quando meu pai, Raul Belém, comprava a “Veja”, a partir de 1968 — tenho o exemplar número 1 da revista —, eu adquiria a “Placar”. Lia tudo, da capa à última página. A revista era de rara excelência, feita por jornalistas do primeiro time da Abril. De quebra, pegava o pôster, sempre de boa qualidade, e colava na parte de meu quarto.

O jornalista Juca Kfouri, hoje colunista da “Folha de S. Paulo”, foi um dos grandes editores da “Placar”.