Euler de França Belém
Euler de França Belém

Repórter é filmada nua, processa executivo do setor de seguros e hotel e ganha 55 milhões de dólares

O executivo alterou o olho mágico do quarto da jornalista, filmou-a andando nua e depois postou as imagens na internet

Erin Andrews 160308081845_andrews_640x360_ap_nocredit

Michael David Barrett passou a seguir a jornalista americana Erin Andrews — da Fox Sports — com um objetivo explícito: filmá-la nua. A repórter da Fox Sport foi escolhida por ser bonita e popular, no dizer do criminoso. O executivo de uma empresa de seguros de Chicago alugou um quarto ao lado do quarto onde Erin Andrews, de 37 anos, estava hospedada. Ela havia sido escalada para cobrir um jogo de futebol americano, em Nashville, em 2008.

Michal David Barret 160308081940_barrett_624x351_getty_nocredit

Depois de modificar o olho mágico do quarto de Erin Andrews, Michael David Barrett (foto acima) começou a filmá-la. Em seguida, tentou vender as imagens para o site de fofoca de celebridades TMZ, porém, como seu “trabalho” não foi aceito, postou as imagens na internet. O vídeo se tornou, rapidamente, viral. Ao ver as imagens, a jornalista ficou deprimida, com medo e ansiosa. “Me senti envergonhada, humilhada, mortificada por causa do vídeo”, disse ao júri. A repórter relatou, segundo reportagem da BBC, “que passou a ser tão cuidadosa que procura câmeras escondidas em aparelhos de ar-condicionado de hotéis e muda de quarto com medo de ser filmada”.

Erin Andrews 1 images

A Justiça dos Estados Unidos condenou Michael David Barrett e a empresa que é proprietária do hotel, West End Hotel, e a sua antiga operadora, a Windsor Capital Group, a pagarem 55 milhões de dólares a Erin Andrews. O executivo pagará 51% e a empresa, 49% (27 milhões de dólares). Quando saiu o veredicto, a jornalista chorou e abraçou efusivamente seus advogados e sua família. “Fiquei honrada pelo apoio de vítimas por todo o mundo”, frisou a repórter. “Eles me ajudaram a me manifestar e responsabilizar aqueles que têm como trabalho proteger a segurança e privacidade das pessoas.”

Além de indenizar a Erin Andrews, Michael David Barrett foi condenado a dois e meio de prisão.

A história de Erin Andrews e Michael David Barrett, inusitada, certamente ganhará as telas dos cinemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.