Euler de França Belém
Euler de França Belém

Repórter-apresentadora pede demissão da Globo. Trabalhou 19 anos na rede

Lizandra Trindade, ao sair da maior rede do país, disse que “o futuro é uma página em branco”

Há um fenômeno na TV Globo que precisa ser estudado pelo seu setor de relações humanas: jornalistas de primeira linha estão pedindo demissão com frequência. Ao que parece, e não se sabe exatamente por quê (há falas sobre não valorização profissional, impossibilidade de promoção), há um clima de insatisfação. Generalizado? Não se sabe.

O que realmente segurava os repórteres da Globo? Primeiro, por certo, os salários, acima da média do mercado. Segundo, o prestígio conferido por se trabalhar na maior rede de televisão do país (o currículo fica encorpado). Hoje, os salários não são tão convidativos, mas permanecem acima da média do mercado, e a Globo continua dando prestígio para seus profissionais. Se é assim, o que está acontecendo de fato?

Lizandra Trindade: deixa a Globo depois de 19 anos de trabalho | Foto: Reprodução

A internet, com sua variedade de sites, blogs e redes sociais, aumentou a oferta de possibilidades de trabalho criativo para bons profissionais. Por isso muitos deles preferem sair e arriscar em novas formas de trabalho — quiçá mais livres e criativas.

Na sexta-feira, 10, a repórter-apresentadora Lizandra Trindade pediu demissão da Globo. Ela trabalhou 19 anos na rede (GloboNews, GNT e SportTV). Foi produtora do GNT, em 2004, trabalhou como apresentadora da GloboNews, em 2008, e como repórter-apresentadora de programas esportivos.

A jornalista disse que “o futuro é uma página em branco”. O “Lance!” enfatiza que não foi demitida — pediu para sair.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.