Com aquele jeitão sisudo e irônico, o comentarista Octávio Guedes, o Guedinho da GloboNews, entrou no ar, ao vivo, e… nada, ou melhor, tudo. Ah, ele engoliu um mosquito e se engasgou. O jornalista iria apresentar informações sobre o que o ministro da Fazenda do governo Lula da Silva iria fazer nos primeiros dias e meses. O mosquito, que não é bolsonarista, não permitiu.

Guedinho avisou ao âncora Tiago Eltz, sobre o mosquito solerte, e deu uma tossida. O apresentador ficou de olhos arregalados e riu. Apesar da mosca, Octávio Guedes disse: “O PT foi um partido que foi radical nos anos 80, nasceu radical aos olhos de hoje… Comi um mosquito…”.

O Jornal Opção perguntou para um médico: “O mosquito fará algum mal para Guedinho?” O gastro, rindo, disse: “Não fará nenhum mal, afinal o que não mata engorda”. Na verdade, Guedinho é quem fez mal para a mosca, ao matá-la.

Tiago Eltz não deixou barato: “O Octavio foi vítima. Os mosquitos de Brasília estão tentando atacar a nossa equipe desde que começou a transmissão lá. Quem está mais tempo lá consegue escapar dos mosquitos, mas hoje o mosquito conseguiu pegar o Octavio desprevenido. Tá chegando uma água pra ele. Queria saber se engoliu o mosquito ou se saiu”.

“Engoli o mosquito. Engoli o mosquito, que nojeira. Mas tava gostosinho. Ri do coleguinha mesmo. Vai ter volta”, disse o divertido e corrosivo Guedinho. Tiago Eltz complementou: “Eu já passei por muitas vezes na rua, o problema da mosca, abelha e mosquito. Eles estão sempre prontos para criarem uma cena quando estamos na rua”, relatou o âncora da GloboNews.

A guerra entre o jornalista e a mosca ocorreu na quinta-feira, 15.