Euler de França Belém
Euler de França Belém

O Popular produz reportagem oficialesca sobre assalto no Goiânia Shopping

Jornal sugere que shopping é seguro, mas não explica por qual motivo joalheria foi assaltada duas vezes

Foto: Reprodução

Três homens assaltaram a Omega Dornier, do Goiânia Shopping, na quarta-feira, 18. “O Popular” registrou o fato, ainda que de maneira tortuosa. “Segundo a assessoria do local, o trio entrou pela porta principal e utilizou um martelo para quebrar a vitrine”, afirma o jornal. Ora, se há imagens do fato, divulgadas pelas emissoras de televisão, por que o jornal precisa da muleta “segundo a assessoria do local”? O repórter não viu as imagens?

O oficialismo — de matiz comercial? — aparece noutro trecho da reportagem: “O empreendimento reforçou que conta com equipe de segurança qualificada para garantir a segurança dos clientes e funcionários, além de monitoramento das áreas comuns 24 horas por dia”. Se a informação é verdadeira, como parece acreditar o repórter, por qual motivo a loja foi assaltada duas vezes, entre 2016 e 2018? O texto, sem assinatura, informa que os criminosos quebraram o vidro da vitrine da joalheria — “fazendo um barulho alto”. Mesmo assim, vigilantes não apareceram, o que sugere que a segurança não foi “garantida”.

A TV Anhanguera, ao menos num dos telejornais, informou sobre o assalto e exibiu imagens. No entanto, omitiu o nome do shopping, o que tem sido uma prática comum no jornalismo goianiense.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.