Euler de França Belém
Euler de França Belém

O Popular produz hagiografia sobre Iris Rezende e omite que perdeu para Marconi Perillo em 1998

O jornal diz que o peemedebista foi eleito em 1983 e em 1991. Ele foi eleito em 1982 e em 1990

Observe que O Popular omite a derrota de Iris Rezende para Marconi Perillo em 1998. Depois dessa eleição, o peemedebista não ganhou mais nenhum eleição para governador

Observe que O Popular omite a derrota de Iris Rezende para Marconi Perillo em 1998. Depois dessa eleição, o peemedebista não ganhou mais nenhuma eleição para governador. Tornou-se um político de Goiânia | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A experimentada Andréia Bahia, repórter de “O Popular”, escreveu uma hagiografia de Iris Rezende na edição de terça-feira, 1º. Faltou reportagem e não há nuance no texto encomiástico. A jornalista compra a tese de que o peemedebista não aceita “desperdício”, mas não menciona uma linha sobre as dívidas deixadas para o petista Paulo Garcia.

A linha do tempo contém três erros, um dele grave. A jornalista omite o ano de 1998, quando o peemedebista perdeu sua eleição mais emblemática — para o tucano Marconi Perillo —, pois ali acabava sua história como líder estadual. Depois de três derrotas para o governo do Estado, entre 1998 e 2014, ele se tornou, no máximo, um líder político de Goiânia.

Ao contrário do que afirma o “Pop”, Iris Rezende não foi eleito governador em 1983. Ele foi eleito em 1982 e assumiu o governo em março de 1983.

Não procede que Iris Rezende tenha sido eleito em 1991. Mais uma vez, talvez por não consultarem os próprios arquivos, o “Pop” erra. Iris Rezende foi eleito em 1990 e tomou posse em 1991.

Deixe um comentário