Euler de França Belém
Euler de França Belém

O Popular não vai mais publicar os quadrinhos de Galvão Bertazzi

O quadrinista revela que, em agosto, o jornal será publicado com novo formato

Ao adotar uma rígida política de contenção de despesas e renovação da equipe, “O Popular” instituiu uma espécie de programa de demissão voluntária. Profissionais que não aceitam aderir à regra são demitidos (entre 2014 e 2015, foram afastados 20 jornalistas e repórteres-fotográficos). Nesta semana, foram cortados o editor de Esporte, Robson Macedo, e o cartunista Marioson. A cúpula do jornal também decidiu não publicar mais os quadrinhos do ilustrador, artista plástico e quadrinista Galvão Bertazzi.

Galvão publicou quadrinhos no “Pop” durante quase dez anos. Ele escreveu no Facebook na sexta-feira, 19: “Bom, caros leitores… após quase uma década publicando diariamente na página de quadrinho do jornal ‘O Popular’, de Goiânia, soube agora há pouco que essa série de tiras ‘Vida Besta’ será cancelada e em agosto, um novo formato de jornal chegará até os leitores. Então, temos ainda um pouco mais de um mês pra compartilhar bobagens e quetais na página impressa do jornal. Enquanto isso, vou repensando as coisas do lado de cá”.

Há pelo menos uma informação “nova” no texto de Galvão: em agosto, “O Popular” lançará “um novo formato de jornal”. Qual formato, porém, o quadrinista não diz. É provável que se trate de um novo projeto gráfico-editorial. Porque o modelo atual, com fatos que chegam “mortos” aos eleitores, está superado. Uma pessoa da cúpula do jornal confidenciou a um integrante do governo do Estado que se está preparando os produtos da empresa para a hegemonia da era digital.

[Foto do Facebook de Galvão Bertazzi]

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.