Euler de França Belém
Euler de França Belém

O Popular muda nome de Luana Nadejda Jaime e do advogado Pedro Sérgio dos Santos

luana

Recomenda-se aos cientistas brasileiros que inventem o risômetro. Assim, toda vez que adquirir o “Pop”, ou se for ler na internet — missão impossível às vezes até para quem é assinante —, o leitor deve colocar o risômetro na boca e pode começar a rir. Na semana passada, o diário goiano “revelou” que a presidente Dilma Rousseff estava “grávida”, recentemente disse que o coronel Brilhante Ustra combateu a Guerrilha do Araguaia (o que é falso), “elegeu” Thiago Peixoto a vereador (o jovem é deputado federal), confundiu Milton Campos com Milton Alves, trocou iminente com eminente.

No sábado, 12, o jornal continuou o festival de erros que assola sua redação, como se o espírito do Febeapá estivesse “reencarnando” nos computadores dos repórteres. O “Pop” publicou a reportagem “Ex-miss Goiás é absolvida” e cometeu erros primários. Quem leu a reportagem de Thiago Burigato, do Jornal Opção Online, foi informado que Luana Nadejda Jaime foi absolvida da acusação de ter assassinado Gilvânia Lima de Oliveira e que o nome de seu advogado é Pedro Sérgio dos Santos, diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás e doutor em Direito pela prestigiosa Universidade Federal de Pernambuco. Agora, se o leitor consultou o “Pop”, ficou “sabendo” que outra pessoa foi absolvida — uma sra. de nome Luana “Madedja” Jaime. Quem fez sua defesa foi o advogado Pedro “Henrique” dos Santos — que, obviamente, não existe, exceto nas páginas do “Pop”.

Ao comentar os erros, um juiz disse: “Que tal julgar o ‘Pop’ no Tribunal da Língua Portuguesa?” Nem tanto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.