Euler de França Belém
Euler de França Belém

O Popular faz cobertura de foca a respeito dos crimes de Itumbiara

Zé Gomes em entrevista ao Jornal Opção | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Zé Gomes em entrevista ao Jornal Opção | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Na cobertura do assassinato do ex-prefeito de Itumbiara José Gomes da Rocha e do cabo Vanilson Pereira, da Polícia Militar, “O Popular” está um passo atrás. Suas reportagens, que lembram mais datilografia — transcrição de declarações (quase tão furadas quanto peneiras) — do que jornalismo, são resultado do trabalho de repórter que continua foca mesmo tendo alguma experiência. O profissional enviado a Itumbiara não escarafuncha os bastidores e contenta-se com declarações de quem, frise-se, pouco sabe sobre os bastidores ou, se sabe, não quer ou não pode contar nada de relevante.

Uma repórter experiente como Rosana Melo certamente daria um toque diferente, mais bem informado, à cobertura dos crimes de Itumbiara. A área policial não é para amadores. É para quem tem fontes privilegiadas e desconfia até da própria sombra.

Deixe um comentário