Euler de França Belém
Euler de França Belém

O Popular demite as repórteres Rute Guedes e Márcia Abreu

Para uma das repórteres, a direção explicou que está num processo de contenção de despesas
Márcia Abreu 13165_746825792077008_3828501913837165688_n

“O Popular” demitiu as repórteres Rute Guedes, do “Magazine”, e “Márcia Abreu” (foto acima, de seu Facebook), da política.

Rute Guedes (foto abaixo) era crítica de cinema e trabalhava no jornal há vários anos. Trata-se de uma das mais experimentadas repórteres de cultura de Goiás. Sua especialidade é cinema.

Rute Guedes 1 0553d4eb-498d-4d1f-b9be-68e095ababb9

Márcia Abreu, que passou pelo “Diário da Manhã” e pelo Jornal Opção, era repórter de política e revezava com Caio Henrique Salgado na edição da coluna “Giro”, nas férias do titular, Jarbas Rodrigues Jr.

Para Márcia Abreu, disseram que a demissão tem a ver com contenção de despesas.

O jornal mantém uma vaga aberta para repórter e sondou ao menos cinco repórteres noutras redações, inclusive na do Jornal Opção.

Comenta-se que o jornal também demitiu um ilustrador.

O desabafo de Márcia Abreu no Facebook

Um dia aparentemente comum. Cheguei ao jornal mais cedo para dar início à apuração da coluna Giro de segunda-feira e, algum tempo depois, fui comunicada da minha demissão. A primeira na vida em sete anos de formada e três anos de “casa”. A justificativa (única, segundo me foi dito) foi contenção de gastos. Eu não tinha pretensão de aposentar no Popular, nunca tive. Quem me conhece sabe disso. Mas também não desejava deixar a equipe agora. Eu queria mais: conhecimento, experiência e maturidade profissional antes de ir atrás do que realmente almejo: cobrir Congresso, morar em Brasília. Eis que a vida me mostra que essa questão de “momento” é muito relativa e que não dá para controlar nada. Fui muito feliz no jornal. Aprendi, errei muito, acertei, chorei, briguei, tive oportunidades e cresci. Sou grata demais. A Deus, aos meus chefes e colegas. De forma especial agradeço ao Bruno Rocha Lima, que não está mais no jornal, mas foi quem me abriu as portas do Pop, me convidando para fazer um teste ainda em 2012. Não apenas por isso. Aprendi muito com ele assim como aprendi com o mestre João Lemes. Também agradeço Cileide Alves, Silvana Bittencourt, Elaine Soares e Marcos Bandeira, que me orientaram com profissionalismo. Ainda tive a sorte de trabalhar com duas feras, Fabi e Caio – aos dois, obrigada por tudo. Vida que segue!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.